Guitarrista do Nevermore fala sobre audição no Megadeth

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Thiago Coutinho, Fonte: Metal Sludge
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 20/07/05. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Numa dessas improváveis coincidências do destino, Jeff Loomis, atual responsável pelas seis cordas do NEVERMORE, fez parte de uma audiência para integrar o MEGADETH. Detalhe: ele tinha apenas 16 anos e, obviamente, acabou não integrando a trupe de Dave Mustaine. Mas qual a coincidência nisso tudo? Bem, pouco mais de uma década depois, Loomis está em turnê com o Megadeth, na propalada “Gigantour”, giro que os citados Nevermore, Megadeth, Dream Theater e outras bandas vão levar a cabo em solo norte-americano.

3258 acessosMegadeth: cinco vezes onde a banda foi melhor que o Metallica5000 acessosUncut Magazine: fãs elegem as 10 melhores músicas do Pink Floyd

Confira a história no bate-papo que Loomis levou com o site Metal Sludge:

Metal Sludge — Quando você ainda era um jovem estudante colegial, quebrou todas as regras e foi para uma audição em Hollywood, para fazer parte do Megadeth. Como a demo tape da sua banda Appleton Wisconsin foi parar nas mãos de Dave? Como tudo rolou, e qual foi a reação da banda quando eles perceberam que você estava fugindo da escola para chegar lá?

Jeff Loomis — Bem, eu tinha 16 anos e não tinha sequer terminado o 2º grau e o baterista do Flotsam and Jetsam, Craig Nelson, somos amigos há um bom tempo. Ele vivia aos redores de Wiscosin, mudou-se para Los Angeles e ficou sabendo que o Megadeth estava procurando um guitarrista e pediu para que eu mandasse uma demo tape. Não tenho certeza, mas acho que o empresário deles passou um tempo ouvindo todo o material e eu voei pra lá. Fiquei sentado esperando minhas vez e havia uma fila com uns 50 guitarristas e me lembro do Junior, o David Ellefeson, andando por lá e dizendo, ‘mas que diabos?’, ao ver um garoto de 16 anos por lá, isso porque eu nem cabelo longo tinha, eu parecia um completo idiota e ele ficou pensando como eu fui parar lá. Mas os caras do Megadeth foram muito legais e na audição eu toquei Up Dead', 'In My Darkest Hour', 'The Conjuring' e uma outra que não me lembro, mas foi algo bem estranho, porque o Dave Mustaine sequer cantou durante a música. Ele ficava apenas me olhando. Foi uma daquelas coisas extramente intimadoras e, basicamente, após a audição ele veio até mim e disse: ‘sinto muito, cara, mas você é muito jovem, você sequer tem experiência suficiente para algo como isso, mas nós realmente apreciamos o fato de você ter vindo aqui’. Foi uma daquelas coisas que me motivaram a continuar porque ele disse que se eu continuasse a trabalhar duro eu seria um grande guitarrista. E veja a ironia do destino, quando 16 anos mais tarde estou em turnê com eles, então essa merda toda foi demais!

Metal Sludge — Mas ele se lembra que você era aquele garoto de 16 anos que foi para audição da banda?

Jeff Loomis — Bem, acho que a maioria das pessoas sabe que naquele tempo Dave estava com uma série de problemas com abuso de substâncias, e acho que ele realmente não se lembra. É verdade porque, recentemente, tive a chance de falar com ele recentemente quando fomos capa da Guitar World juntos e essa mesma questão surgiu e ele disse: ‘você sabe, eu realmente não me lembro’. Mas isso foi há 16 anos, é difícil para qualquer um se lembrar disso. Ele é um cara demais e o Nevermore não tem como agradece-lo o suficiente por terem nos convidado [para a Gigantour].

Confira a entrevista na íntegra aqui.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

MegadethMegadeth
Cinco vezes onde a banda foi melhor que o Metallica

3027 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa501 acessosMarty Friedman: ouça "Miracle", single do novo álbum solo3498 acessosMetallica: e se James Hetfield cantasse no Megadeth?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Megadeth"

Dave MustaineDave Mustaine
David Gilmour faz mais com uma nota que shredders com dúzias delas

E Se...E Se...
Sua banda favorita mudasse de gênero musical?

MegadethMegadeth
Dimebag e Vinnie Paul quase entraram na banda

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Nevermore"0 acessosTodas as matérias sobre "Megadeth"

Uncut MagazineUncut Magazine
Fãs elegem as 10 melhores músicas do Pink Floyd

Fãs de RockFãs de Rock
Você conhece o estilo de se vestir de cada um

Porta dos FundosPorta dos Fundos
Andreas Kisser e a cobrança dos metaleiros

5000 acessosJudas Priest: 10 fatos que comprovam que eles são Heavy Metal5000 acessosVeja SP: show do Iron Maiden eleito como "pior de 2009"5000 acessosRegis Tadeu: "Lemmy era tão poderoso que seu corpo não teve coragem de contrariá-lo"5000 acessosAngra: versões bizarras de músicas da banda4620 acessosDeep Purple: Conheça o sujeito que tocou um único acorde no novo álbum5000 acessosRock e cinema: veja grandes astros e seus intérpretes no cinema

Sobre Thiago Coutinho

Formado em Jornalismo, 23 anos, fanático por Bruce Dickinson e seus comparsas no Maiden. O heavy metal surgiu na minha vida quando ouvi o vocalista da Donzela de Ferro em "Tears of the Dragon", em meados de 1994. Mas também aprecio a voz de pato bêbado do controverso Dave Mustaine, a simplicidade do Ramones, as melodias intrincadas do Helloween, a belíssima voz de Dio ou os gritos escabrosos de Rob Halford. A Whiplash apareceu em minha vida sem querer, acho que seus criadores são uns loucos amantes de rock e acredito que este seja o melhor site de rock do país, sem qualquer demagogia!

Mais matérias de Thiago Coutinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online