Guns N' Roses: Ex-empresário comenta atrasos no Chinese Democracy

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Fonte: Blabbermouth
Enviar correções  |  Ver Acessos

Merck Mercuriadis, ex-empresário do GUNS N' ROSES, publicou uma "carta aberta" aos fãs do grupo. Confira alguns dos principais trechos.

Blender: as letras mais repulsivas do Heavy MetalO tempo não para: fotos do antes e depois de alguns rockstars

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Como todos os outros fãs do GUNS N'ROSES, eu li a carta aberta de Axl Rose aos fãs com muito interesse. No meio da leitura, me ocorreu que muito daquilo eu já havia lido antes. De fato eu havia escrito o esboço da carta em um e-mail para Axl dois dias antes".

"A verdade é que toda a turnê deste ano foi planejada de comum acordo entre Axl e eu, visando que o álbum estivesse nas lojas antes de 31 de dezembro. Isso foi confirmado por Axl em várias entrevistas. (...) Planejamos a turnê em fevereiro e pretendíamos finalizar o álbum em maio, antes do início dos shows. Mandamos os engenheiros de som para Nova Iorque, onde esperamos por mais de um mês que a inspiração aparecesse, mas ela nunca veio. Marcamos depois sessões de gravação em Londres em agosto, e pedimos que os engenheiros nos esperassem lá ao final da turnê inglesa. Agosto chegou e mais uma vez a inspiração não apareceu. (...) Voltamos a L.A. e tentamos finalizar o álbum antes dos shows em San Francisco, Las Vegas e Los Angeles. (...) Axl me pediu então para adiar a turnê norte-americana marcada para iniciar em setembro. (...)"

"Estávamos excitados (...) pois tínhamos três semanas para ajustar as coisas antes do início da turnê, e tudo parecia ir bem após alguns dias produtivos. Infelizmente a inspiração desapareceu tão repentinamente quanto apareceu, e a turnê iniciou sem que houvesse um single nas rádios para promover a mesma, e o álbum ainda precisava de dois ou três dias de trabalho para ser concluído. Independente disso, foi um período produtivo, com todas as contribuições de Robin, Bumblefoot e Frank, que tornaram o disco ainda mais poderoso".

"Tudo o que foi citado acima não é uma crítica a Axl. Isso é a realidade do que ocorre quando se tenta criar algo realmente especial sob grande pressão do público e da indústria musical (...). O processo criativo não é algo que possa ser controlado, e Axl é um artista de verdade".

"Neste ponto, eu realmente considerei adiar o inicio da turne novamente, visto que o álbum era o mais importante, mas a verdade é que o histórico atraso nas gravações nos deixava sob muita pressão dos fãs, e precisávamos do dinheiro [da turnê] para poder completar o disco e manter a banda. Agendamos sessões de gravação em Nova Iorque e novamente enviamos os engenheiros para lá para gravar nas duas primeiras semanas de novembro - mas devido ao cronograma da turnê, nada foi feito. A gravadora se negou a concluir a renegociação até que entregássemos o álbum concluído, e se recusou a preparar a campanha de marketing ou financiar a edição de vídeos até que tivessem tudo em mãos. Até esta semana, a posição deles continua a mesma".

"Neste ponto, apesar do sucesso de muitos dos shows, a pressão sobre todos nós se tornou insuportável. Embora algumas das palavras de Axl possam parecer desapontadoras (...), a não ser que você esteja no lugar dele por alguns dias, ninguém pode compreender a pressão que ele suporta. Tenho a consciência tranquila sabendo que, quando 'Chinese Democracy' chegar às lojas, em março, terá sido em boa parte graças aos meus esforços pelos últimos cinco anos. Eu consegui a verba e a motivação para manter a banda e Axl funcionando, e consegui produzir o álbum, quando todo mundo tinha desistido. Trabalhamos como um time para fazer de 'Chinese Democracy' uma realidade. No final, o disco vai falar por si só, mas nosso relacionamento não conseguiu sobreviver à pressão".

"Não tenho arrependimentos. Acredito que 'Chinese Democracy' é um dos melhores álbuns da história, Axl Rose é um dos maiores vocalistas e frontmen, e o novo GUNS N' ROSES (que é muito melhor que o antigo) é uma das maiores bandas. O que conseguimos em 2006 é apenas uma amostra do que está por vir".

"Acredito em Axl Rose. Eu sou um empresário do artista e é minha responsabilidade e trabalho aguentar a pressão. Garanto a vocês que 'Chinese Democracy' vai valer a pena, e que vocês devem manter a fé. Saio sabendo que fiz o meu melhor e que o próximo ano trará Axl sendo reconhecido não apenas como um grande vocalista e ícone do rock, mas como um dos maiores artistas de todos os tempos".

"Feliz Natal e o melhor para vocês em 2007!"

"Merck Mercuriadis"

Na versão original da carta aberta, que você pode ler no link abaixo, Mercuriadis publica ainda as versões da carta original que teria enviado a Axl e que teriam sido usados no comunicado oficial da banda publicado duas semanas atrás.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Guns N' Roses"


Guns N' Roses: Steven Adler e o alfinete que faltou antes do showGuns N' Roses
Steven Adler e o alfinete que faltou antes do show

Guns N' Roses: contrato de Slash e Duff tem prazo de validade?Guns N' Roses
Contrato de Slash e Duff tem prazo de validade?


Blender: as letras mais repulsivas do Heavy MetalBlender
As letras mais repulsivas do Heavy Metal

O tempo não para: fotos do antes e depois de alguns rockstarsO tempo não para
Fotos do antes e depois de alguns rockstars


adGoo336