Slayer: Tom Araya confessa impressões positivas sobre a música pop

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Eduardo Polidori, Fonte: Brave Words, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

O website Maximum Ink fez em janeiro de 2007 uma entrevista com o frontman do SLAYER, Tom Araya, conduzida pelo Paul Gargano. Acompanhe um trecho abaixo.

Motörhead: em 1995, Lemmy comenta versão do SepulturaIndústria: 17 coisas que bandas novas simplesmente não entendem

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Estando na estrada há tanto tempo, não há momentos em que você tem a sensação de estar vivendo numa bolha?

Araya: "Você grava um álbum e cai na estrada, e nisso se foram dois anos. A menos que você sente e preste atenção no que está se passando... Em dois anos um seriado da TV pode começar e acabar, uma banda ter um 'hit' de sucesso e encerrar atividades, daí você chega em casa e ouve a respeito dessas coisas. Eu me lembro de chegar em casa uma vez e ouvido falar sobre o Kid Rock, e pensei, 'Quem diabos é esse cara?'. Isso acontece o tempo todo. Você volta e as pessoas estão famosas, mas você nunca ouviu falar delas. Eu suponho que tenham muitos músicos, como eu, que não assistem a MTV e não sabem quem está no topo das paradas naquele momento".

Então você acaba ouvindo sobre Justin Timberlake, e nada a respeito das bandas do seu gênero?

Araya: "Isso... Tipo aquela canção, 'Sexyback' (Timberlake). Eu sou exposto à essas músicas pelos meus filhos e minha esposa. Quando eu ouço essas coisas não acho que sejam ruins, então vejo o vídeo e ouço a letra e percebo que ele está tirando sarro dos caras que não fazem coisa alguma, e ainda por cima diz que vai trazer o sexo de volta porque ninguém mais consegue nada (risos). A música é boa, mesmo que ele não tenha nenhuma relação com a letra, e há muitas músicas desse tipo... Como uma música do 50 Cent, 'Just A Lil Bit', eu gosto da música e acho que a vibração do oriente médio foi inteligente. Tem a música 'Gold Digger' (Kanye West) que eu acho muito boa também! Eu vou para estrada, volto, e são essas coisas que minha esposa e filhos estão ouvindo. Pode não ser meu gosto, mas me divirto com isso".




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Slayer"Todas as matérias sobre "Tom Araya"


Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1986Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1986

Slayer: Kerry King se atrapalha com guitarra de 8.666 dólares e não consegue tocar introSlayer
Kerry King se atrapalha com guitarra de 8.666 dólares e não consegue tocar intro


Motörhead: em 1995, Lemmy comenta versão do SepulturaMotörhead
Em 1995, Lemmy comenta versão do Sepultura

Indústria: 17 coisas que bandas novas simplesmente não entendemIndústria
17 coisas que bandas novas simplesmente não entendem


Sobre Eduardo Polidori

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adGoo336