Bruce Dickinson: Vocalista produzindo filme sobre Aleister Crowley

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Cleyton Lutz, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar Correções  

De acordo com o jornalista britânico Dave Ling, um filme de Bruce Dickinson, sobre o famoso ocultista Aleister Crowley começará a ser produzido em breve. Segundo o jornalista, ele contará com a participação do ator Simon Callow – que atuou em filmes como "Amadeus", "Shakespeare Apaixonado" e "O Fantasma da Ópera", entre outros.

Rock Nation: rádio elege "melhor do Hard Rock dos 80s"

50 a menos: Cientistas descobrem que o Número da Besta é 616

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A história é sobre um professor universitário que, depois de ver um experimento dele fracassar, fica obsessivo para obter a alma de Crowley. O professor, então, passa a seguir uma estudante de cabelos ruivos, um dos tipos de mulheres favoritas de Crowley. "Dickinson trabalhou doze anos neste projeto, e está extremamente ansioso em vê-lo deslanchar", disse Ling.

Crowley viveu entre 1875 e 1947 e foi um dos ídolos de Dickinson por muitos anos. A música do IRON MAIDEN "Revelations" se refere a afirmação de Crowley de que ele era a "reencarnação do Anti-Cristo". Em outras palavras, o "próprio Diabo".

Por enquanto, Dickinson não planeja nenhum álbum solo, o último foi "Tyranny of Souls" (2005), na parada do IRON MAIDEN, antes da próxima turnê da banda. Dickinson também recusou qualquer possibilidade de trabalhar com o produtor e guitarrista Roy Z em alguma nova música para trilhas sonoras.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Rock Nation: rádio elege melhor do Hard Rock dos 80sRock Nation
Rádio elege "melhor do Hard Rock dos 80s"

50 a menos: Cientistas descobrem que o Número da Besta é 61650 a menos
Cientistas descobrem que o Número da Besta é 616


Sobre Cleyton Lutz

Estudante de Jornalismo, mora em Guarapuava, PR. Adora escrever sobre futebol e rock 'n' roll. Sobre música, adora o Hardão Setentista (Grand Funk, Uriah Heep, Deep Purple, Led Zeppelin) e o progressivo (Yes, Jethro Tull, Focus). Para música acha que nasceu pelo menos uns 30 anos atrasado. Das bandas atuais gosta de White Stripes, Wolfmother e Hellacopters. Mas sua paixão é o som trascendental do Pink Floyd. Os seus grandes sonhos são ver ao vivo uma reunião dos quatro novamente, como ocorreu no Live 8, além de comprar uma moto com a primeiro dinheiro que ganhar com o jornalismo.

Mais matérias de Cleyton Lutz no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL