Journey: trilha do encerramento de "Os Sopranos"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Marco Néo, Fonte: Journey - Site Oficial, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

A seguinte reportagem é cortesia de David Bauder, do AP Television Writer.

Os compositores da balada "Don't Stop Believin", do JOURNEY, estavam pulando de alegria quando souberam, há algumas semanas, que a música fora licenciada para ser utilizada no episódio final do seriado "Os Sopranos".

Mas mesmo eles não acreditariam como a música se mostraria tão integral para uma das mais memoráveis cenas finais da história da televisão.

"Foi melhor do que qualquer coisa que eu pudesse imaginar", disse Jonathan Cain, tecladista do Journey, que assistiu a série em casa com sua esposa e família.

Tony Soprano escolheu a música após olhar em uma jukebox em um restaurante de Nova Jersey onde estava jantando com sua família. A música tocava ao fundo enquanto personagens sinistros passavam rapidamente pela tela e, bem no momento em que Steve Perry cantava "don't stop," a série da HBO acabou, de forma definitiva. O final deixou alguns fãs furiosos, outros se divertiram e todos ficaram intrigados.

Cain, que compôs a música juntamente com Perry e o guitarrista Neal Schon, não sabia que a música seria de fato utilizada quando eles concordaram em licenciá-la. Cain guardou segredo sobre a utilização e assistiu ao episódio com sua família.

"Eu não queria estragar a surpresa", disse o tecladista à Associated Press na segunda-feira. "Nem minha esposa sabia. Ela olhou pra mim e disse 'você sabia disso e não me disse?'"

O Journey lançou a música em 1981 como single, que alcançou o nono posto nos charts. Desde então, ela passou a ter vida própria, sempre refletindo a imagem que o próprio Journey passava para os fãs. "Don't Stop Believin'" traz boas memórias para uns e é extremamente brega para outros.

É fácil imaginar Tony Soprano, nos velhos tempos, levando uma jovem Carmela para um show do Journey.

David Chase, criador dos Sopranos, tem um gosto musical bem variado. Ele lançou duas trilhas sonoras para o seriado e fez com que as músicas fossem partes integrais de vários episódios ao longo da série, especialmente durante os créditos finais. É bem provável que "Don't Stop Believin'" faça parte da muito bem elaborada piada interna que ele fez no capítulo final.

Também é possível que ele tenha achado difícil demais resistir ao final do último verso: "Some will win, some will lose (Alguns vencerão, outros perderão)", canta Perry. "Some were born to sing the blues. Oh, the movie never ends. It goes on and on and on and on ... (Alguns nasceram para cantar o blues - a tristeza. Oh, o filme nunca vai acabar. Ele continua e continua e continua...)"

Leia mais no link abaixo.


Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal


GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Journey"


Journey: Sting, Springsteen e Robert Downey Jr cantam "Don't Stop Believin'" por ONG

1978: 70 discos de rock e metal lançados há 40 anos1978
70 discos de rock e metal lançados há 40 anos

Journey: o AC/DC acabou conosco e nos fez melhorarJourney
"o AC/DC acabou conosco e nos fez melhorar"


Dave Mustaine: 10 coisas que você não sabia sobre eleDave Mustaine
10 coisas que você não sabia sobre ele

Separados no nascimento: James Hetfield e Mano MenezesSeparados no nascimento
James Hetfield e Mano Menezes


Sobre Marco Néo

Nascido na primeira metade dos anos 70, teve seu primeiro contato com sons pesados quando o Kiss veio para o Brasil, em 83, mas não compreendeu bem o que era aquilo. A contaminação efetiva ocorreu um ano depois, quando conheceu Motörhead, Judas Priest, AC/DC, Iron Maiden. Desde então, tornou-se um apaixonado colecionador de tudo o que se refere a Metal e Rock'n'Roll, independentemente de subestilos.

Mais matérias de Marco Néo no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336