Alice Cooper: "melhor aos 59 que aos 29"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Silvio Somer, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar Correções  

Greg Thom do Australia's PerthNow noticia que ALICE COOPER perdeu o poder de chocar. "Não se consegue mais chocar a platéia" diz ele, que já foi considerado o "Príncipe das Trevas".

Alice Cooper: "Cinco por cento da força policial tem um problema racial"

Dream Theater: o vacilo na capa de A Dramatic Turn of Events

"Tudo na CNN choca muito mais do que qualquer coisa de Marilyn Manson ou Alice Cooper. Se você quisesse chocar a platéia você só poderia fazer isso uma vez, algo como cortar seu braço fora e comê-lo no palco", ele brinca.

Cooper nega que sua marca característica de parafernália para shows, que inclui guilhotinas, cobras se retorcendo e bonecas cobertas em sangue, tenha mudado.

"Eu tento diverti-los", ele fala de sua platéia. "Eu tento fazê-los rir. Eu tento fazê-los pensarem um pouco mais profundamente de certa forma".

"Quando eles vão embora pode ser que eles estejam encharcados de sangue falso ou eles podem estar cheios de confete, mas eles dirão, 'Essa foi a melhor festa que estive em muito tempo'. E esse é o meu trabalho. Meu trabalho é tocar rock".

Um cristão renascido, Cooper não bebe há 24 anos. Ele diz que nunca se sentiu melhor. Tanto que, agora, aos 59 anos, afirma que não diminuirá o ritmo.

"Está brincando? Estou em melhor forma agora aos 59 do que quando eu tinha 29" comenta. "Sempre digo que se eu subir no palco e não houver platéia ou se houver platéia e eles não se divertirem mais, então terá chegado a hora de parar. Vejo dessa forma: Mick Jagger é seis anos mais velho do que eu. Quando ele parar eu ainda terei seis anos pela frente".

Leia o artigo completo neste link.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Alice Cooper: Cinco por cento da força policial tem um problema racialAlice Cooper
"Cinco por cento da força policial tem um problema racial"

Alice Cooper: lenda do rock lança seu próprio leite achocolatadoAlice Cooper
Lenda do rock lança seu próprio leite achocolatado

Alice Cooper: Parecia Jonestown, diz lenda ao relatar pior experiência com drogasAlice Cooper
"Parecia Jonestown", diz lenda ao relatar pior experiência com drogas

Cinema: As 10 melhores participações de estrelas do rock em filmes (vídeo)Cinema
As 10 melhores participações de estrelas do rock em filmes (vídeo)

Carta aberta: Artistas em apoio a casas de show independentes dos EUACarta aberta
Artistas em apoio a casas de show independentes dos EUA

Alice Cooper: Metallica representou uma geração que tinha medo de falar que era metalAlice Cooper
"Metallica representou uma geração que tinha medo de falar que era metal"

Sepultura, Kiss, Madonna e outros: Guitarristas gravam cover beneficente do The PoliceSepultura, Kiss, Madonna e outros
Guitarristas gravam cover beneficente do The Police

Alice Cooper: ouça a nova música Don't Give Up, com mensagem de apoioAlice Cooper
Ouça a nova música "Don't Give Up", com mensagem de apoio

Em 12/05/1958: nascia o baterista Eric Singer


Alice Cooper: como ele montou a banda com Johnny Depp e Joe PerryAlice Cooper
Como ele montou a banda com Johnny Depp e Joe Perry

Dia do Trabalho: 10 rockstars que não querem parar de trabalharDia do Trabalho
10 rockstars que não querem parar de trabalhar


Dream Theater: o vacilo na capa de A Dramatic Turn of EventsDream Theater
O vacilo na capa de A Dramatic Turn of Events

Eddie: a foto que supostamente inspirou Derek RiggsEddie
A foto que supostamente inspirou Derek Riggs


Sobre Silvio Somer

Inicialmente meu gosto musical foi marcado por bandas como Black Sabbath, Iron Maiden e Deep Purple, mas o que revolucionou minha forma de perceber a música foi a primeira vez em que ouvi o álbum "2112" do Rush, embora eu já conhecesse algumas músicas da banda, foram os acordes de "Overture" que colocaram tudo em uma nova perspectiva. Foi assim que aos 14 anos de idade coloquei o mundo que me cercava em cheque. Meu gosto por literatura, então, encontrou sua contra-parte de forma bastante harmônica e ambos são essenciais em minha vida. Atualmente moro em Florianópolis e estudo piano e faço o curso de letras. "We've taken care of everything / The words you hear the songs you sing".

Mais informações sobre Silvio Somer

Mais matérias de Silvio Somer no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin