Glenn Danzig: justificativa para o murro que levou em 2004

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Marco Néo, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

A edição de agosto de 2007 da revista Spin traz uma longa entrevista com Glenn Danzig, falando sobre o impacto que causou na cena musical com suas três fantasmagóricas bandas: os punks pioneiros do MISFITS, o metal gótico do SAMHAIN e o DANZIG.

Astros do rock: o patrimônio líquido de cada umA7X: Curiosidades sobre a banda que talvez você não saiba

Sobre bandas como MY CHEMICAL ROMANCE e AFI, que levam a estética do DANZIG para o mainstream:

"É legal porque ambas as bandas já disseram em entrevistas que adoram o DANZIG. Nós já levamos o AFI em turnê. E ambas as bandas já fizeram covers do MISFITS. O que me irrita são bandas que fingem que nunca ouviram o MISFITS ou o DANZIG mas usam a camiseta com o desenho do esqueleto".

Sobre o fim de seu relacionamento profissional com Rick Rubin:

"Durante as gravações de 'Danzig 4' eu disse: 'Rick, temos que conversar um pouco. Estamos vendendo um monte de discos e não estamos sendo pagos'. Nós nunca recebemos dinheiro de royalties durante todos esses anos. E havia um problema com direitos de publicação também. Rick me disse que não tinha nada a ver com isso e que eu deveria processá-lo - que eu não deveria levar isso para o lado pessoal, era assim que os negócios funcionavam. Eu fiquei surpreso, porque eu achava que nós também éramos amigos".

Sobre satanismo:

"Há vários tipos de divisões no Satanismo, mas o que eu gosto nele é a busca pelo conhecimento. Outras religiões preferem ir por uma outra linha, de que ninguém, a não ser alguns poucos escolhidos, pode aprender nada. Eu não vejo guerras santas serem disputadas em nome de Satã".

Sobre o amplamente divulgado vídeo de 2004, em que o vocalista da banda NORTH SIDE KINGS, Danny Marianinho, confronta Glenn no backstage porque sua banda não pode abrir um dos shows do DANZIG. Glenn empurra o vocalista e acaba sendo 'nocauteado' por ele - confira:

"Ninguém me pergunta: 'por que você o empurrou em vez de dar uma porrada na cara dele?' Porque havia uma câmera filmando! Eu tenho vários amigos que perderam muita grana em armações desse tipo, batendo em pessoas e depois sendo processadas. Um amigo meu trabalhou, há muito tempo, para o GUNS N' ROSES e me disse: 'você tem sorte de nunca ter sido processado'. Ele disse que o Duff McKagan entrava em um clube e um cara qualquer chegava nele, juntamente com um amigo que estava filmando: 'ei, bichinha do GUNS N' ROSES!' (bate na palma da mão, imitando um soco) e saía do lugar. No dia seguinte, processo de um milhão de dólares".




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Danzig"


Glenn Danzig: apanhei de propósito, diz sobre vídeoGlenn Danzig
"apanhei de propósito", diz sobre vídeo

Glenn Danzig: justificativa para o murro que levou em 2004Glenn Danzig
Justificativa para o murro que levou em 2004

Metal: as oito maiores tretas entre músicos do gêneroMetal
As oito maiores tretas entre músicos do gênero


Astros do rock: o patrimônio líquido de cada umAstros do rock
O patrimônio líquido de cada um

A7X: Curiosidades sobre a banda que talvez você não saibaA7X
Curiosidades sobre a banda que talvez você não saiba

Dream Theater: o suposto plágio de música de Leandro & Leonardo?Dream Theater
O suposto plágio de música de Leandro & Leonardo?

Burzum: A polêmica história e filosofia de Varg VikernesBurzum
A polêmica história e filosofia de Varg Vikernes

Metal Extremo: chocando os jurados em reality-showsMetal Extremo
Chocando os jurados em reality-shows

Scorpions: o que tornou Wind of Change tão especialScorpions
O que tornou "Wind of Change" tão especial

Axl Rose: a primeira ficha policial aos 18 anosAxl Rose
A primeira ficha policial aos 18 anos


Sobre Marco Néo

Nascido na primeira metade dos anos 70, teve seu primeiro contato com sons pesados quando o Kiss veio para o Brasil, em 83, mas não compreendeu bem o que era aquilo. A contaminação efetiva ocorreu um ano depois, quando conheceu Motörhead, Judas Priest, AC/DC, Iron Maiden. Desde então, tornou-se um apaixonado colecionador de tudo o que se refere a Metal e Rock'n'Roll, independentemente de subestilos.

Mais matérias de Marco Néo no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336