Metallica: "Metal está vivo e bem", diz Lars Ulrich

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Douglas Morita, Fonte: Metalremains
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 23/04/08. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

A RollingStone.com entrevistou o baterista do METALLICA, Lars Ulrich, neste último sábado, 19 de abril, durante a sessão de autógrafos do Dia da Loja de Discos, na Califórnia. Um trecho da conversa pode ser conferida abaixo:

4513 acessosMetallica: Lars Ulrich lamenta a morte de Chester Bennington5000 acessosGhost: Nergal revelou a identidade de Papa Emeritus II?

RollingStone.com: Vocês foram um dos primeiros artistas a processar por causa de quebra de direitos autorais e a falar sobre os aspectos do download. Oito anos depois, bandas como RADIOHEAD acolheram a rede. Você mudou sua posição a respeito disso?

Ulrich: "Nós temos FLACs e MP3s à venda. Nunca foi por causa do download em si. Nós temos o Vault, onde você pode baixar shows de vinte anos atrás de graça, completos, e existe há anos. Você pode baixar shows recentes dias depois de terem acontecido, pagando. Naquela época, havia uma questão bem maior sobre quem deixou. Nós dissemos, 'Espera um pouco, deveria ser o artista'. Então todo o inferno aconteceu e nós ficamos de lado um tempo. Nós sempre fomos independentes e controladores, o que às vezes nos causa problemas. É por isso que nós existimos e por isso que todas essas pessoas apareceram".

RollingStone.com: E assim que esse disco acabar...

Ulrich: "Sabe, este é o nosso último disco no contrato com a Warner, então estamos vendo como poderemos juntar tudo".

RollingStone.com: Como um acordo de direitos múltiplos com a Live Nation?

Ulrich: "Hmm, nós nunca nos vendemos dessa forma, com todo o respeito. Nós queremos ser os mais livres como músicos possíveis. Nós temos observado o RADIOHEAD e o Trent Reznor e em vinte e sete anos ou seja lá quanto tempo demorará para o próximo disco, nós investigaremos tudo em termos de possibilidades com a Internet".

RollingStone.com: O que você pode dizer sobre trabalhar com o gênio louco Rick Rubin neste próximo álbum?

Ulrich: "Gênio louco? Você o conhece [risos]. Tem sido um ano excelente, e tem sido muito divertido - uma chance de reinventar a roda de novo. É ótimo ter alguém que senta lá e joga as coisas na sua cara. Ele não é muito metódico; é tudo sobre a vibração e o momento. Nós estávamos interagindo e tocando mais um com o outro. Havia pouco método em sua loucura, mas você aprende a confiar nele e a lidar com isso".

RollingStone.com: Você pensou sobre o clima em que vocês lançarão este novo álbum? Qual é o estado do Metal hoje?

Ulrich: "Metal está vivo e bem, e melhor do que tem sido há muitos anos. É como se a maior parte do Metal dos anos 70 e 80 ainda fosse reverenciada. Parece que a maior parte dos garotos de 14 anos gostam de DEEP PURPLE, IRON MAIDEN e JUDAS PRIEST, ao contrário de alguma coisa alternativa, grunge ou especialmente os rap-rocks dos anos 90. Quando você está no meio há um tempo, tende a se desligar de círculos, mas parece que existe uma ressurreição mais profunda e mais penetrante nas mentes das pessoas de 14 anos de todo o mundo. É inacreditável".

A entrevista completa pode ser lida, em inglês, clicando aqui

Fonte (em inglês): Blabbermouth.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

MetallicaMetallica
Lars Ulrich lamenta a morte de Chester Bennington

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Metallica"

MetallicaMetallica
Cliff Burton não era um grande fã do Iron Maiden

Dave MustaineDave Mustaine
"Big 4" não significa Metallica e outras 3 bandas

MetallicaMetallica
Robert Trujillo explica seu papel na banda

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Metallica"

GhostGhost
Nergal revela a identidade de Papa Emeritus II?

SlipknotSlipknot
"Pastor" detecta mensagens subliminares nas capas

No alto do casteloNo alto do castelo
As diferenças entre os diferentes estilos de rock e metal

5000 acessosGuns N' Roses: Algumas curiosidades sobre o vocalista Axl Rose5000 acessosOzzy Osbourne: No Rock In Rio, má impressão sobre o Brasil5000 acessosSlipknot: banda trolla repórter da Multishow antes de show no RIR4325 acessosIron Maiden: os álbuns da banda, do pior para o melhor4681 acessosMegadeth: "nosso sucesso é abençoado por Deus"5000 acessosMamonas Assassinas: Capa era homenagem aos seios de Mari Alexandre

Sobre Douglas Morita

Douglas Morita acha que se existem constantes em sua vida, uma delas definitivamente é o Metallica. Fã da banda desde que se conhece por gente, criou o site Metallica Remains em 1998 e considera o grupo como sua principal - porém, obviamente, não única - influência musical. Além do Metallica, tenta ouvir de tudo um pouco, sem se limitar a estilos ou rótulos.

Mais matérias de Douglas Morita no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online