Headbanger é preso por roubar e matar bode

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Júlio Oliveira, Fonte: News.com.au, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 14/04/08. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?


Mark Oberhardt, do australiano News.com.au, informa que um membro de uma banda de Metal foi preso por ter feito parte em um ritual satânico em uma sexta-feira 13, onde um bode foi morto em uma Igreja no subúrbio de Brisbane.
5000 acessosBackmasking: Existem mensagens ao inverso em discos de rock?5000 acessosBlack Sabbath: a polêmica capa do polêmico Born Again

Scott Peter Romano (na foto) admitiu que deve ter havido algum tipo de ritual satânico envolvendo a morte de um bode, cujo nome era “Maddie”, mas negou que tenha participado.

Entretanto, o juiz Kerry O’Brien não mudou de opinião e sentenciou Romano a 12 meses de prisão, com direito a condicional após 4 meses, o dobro do que o promotor havia pedido.

“Qualquer membro desta comunidade acharia esse comportamento bizarro e completamente inaceitável. A única conclusão à que posso chegar é que foi alguma forma de ritual” disse o juiz.

Romano, 28 anos, foi sentenciado culpado por roubar um bode e matá-lo, no dia 13 de outubro de 2006.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 14 de abril de 2013

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Satanismo e Ocultismo"

King DiamondKing Diamond
Ele é satanista, e não meramente marqueteiro

Pactos?Pactos?
Os envolvimentos de bandas com ocultismo

Dani FilthDani Filth
"Nada me fascina mais que a religião!"

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Polícia"0 acessosTodas as matérias sobre "Satanismo e Ocultismo"

BackmaskingBackmasking
Existem mensagens gravadas ao inverso em discos de rock?

Black SabbathBlack Sabbath
A polêmica capa do polêmico álbum Born Again

Débil MetalDébil Metal
Quando os fãs assustam os ídolos

5000 acessosMotorhead: Lemmy conta seu segredo com as mulheres5000 acessosRolling Stone: as melhores músicas com mais de sete minutos5000 acessosMetallica: Jason explica o baixo apagado de And Justice For All4234 acessosSlipknot: viúva de Paul Gray agradece apoio dos fãs5000 acessosGuns N' Roses: Slash em 1992 ou em 2017?2364 acessosTragédias: músicos que conseguiram dar a volta por cima

Sobre Júlio Oliveira

Recifense, atualmente divide seu tempo entre trabalhar em Copenhague (Dinamarca) e morar/estudar em Malmö (Suécia). Começou a escutar Metal no início dos anos 90 com os companheiros do Colégio da Polícia Militar e desde então não parou mais, mas nunca se restringindo a um estilo, mas à qualidade da musica em questão. Resolveu começar a colaborar com o site depois de anos lendo as noticias trazidas por outros. "Tava na hora de eu dar minha colaboração também...".

Mais matérias de Júlio Oliveira no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online