Cannibal Corpse: Alex Webster fala sobre DVD triplo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por RazorB (Luís Ferraz) e Diego Gomes de Souza, Fonte: Brave Words, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

A reportagem abaixo, de autoria de Greg Pratt, foi publicada na Exclaim!:

Não é fácil conquistar uma carreira de 20 anos no Death Metal. Poxa, dá pra contar nos dedos as pessoas que conseguiram esse feito, cinco delas sendo os cabeludos do CANNIBAL CORPSE, de Buffalo, Nova Iorque. E para celebrar esse marco, a banda está lançando um DVD-triplo: "Centuries of Torment: The First 20 Years", no dia 8 de julho. Mais de 7 horas de filmagens aguardam os fanáticos por Death Metal, incluindo um histórico de três horas da banda, dezenas de gravações ao vivo desde 1989 - incluindo um set de 2006 em Toronto - e sete vídeo-clipes. Conseguimos uma conversa telefônica com Alex Webster sobre o DVD, a história da banda, e como é envelhecer dentro do contexto Death Metal. Enquanto conversávamos, seus colegas de banda estavam no mesmo prédio, trabalhando em uma nova música; o novo disco do grupo será gravado em setembro e outubro com Erik Rutan, que produziu o último disco "Kill".

Exclaim!: De onde veio a idéia de fazer esse DVD?

Alex Webster: "É na verdade a idéia da diretora do documentário, Denise Korycki. Nos encontramos quando ela trabalhava para a Uranium, a qual tinha um programa sobre Heavy Metal nos Estados Unidos, na Fuse. Ela fez uma entrevista conosco pelo 'Kill', que foi ao ar em 2006; então, ela parou de trabalhar lá, e começou a fazer documentários por conta própria. Ela estava fazendo algumas filmagens de bastidores para o AS I LAY DYING, quando eles estavam conosco na turnê 'The Sounds Of The Underground', e acabamos conhecendo-a ainda melhor".

"Nós tínhamos um monte de filmagens que foram feitas para o 'Kill', e eu a abordei e a Metal Blade com a idéia dela fazer um DVD de bastidores da turnê do 'Kill'. Nós tínhamos feito um DVD do 'The Wretched Spawn', mas nunca tínhamos realizado uma filmagem de bastidores de uma turnê toda. Essa era a idéia original; Denise retornou com a idéia do histórico. Ela disse que queria fazer isso porque éramos uma das bandas que ela trabalhou que tinham um dos histórico mais longos. Nós temos dez discos, estamos na ativa há vinte anos, então era algo que ela realmente queria fazer. Ela botou a mão na massa e fez todo o trabalho".

Leia mais (em inglês) no www.exclaim.ca.



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Cannibal Corpse"


Em 25/10/1969: nascia o baixista Alex Webster, do Cannibal Corpse

Cannibal Corpse: música não é esporte, não existe melhorCannibal Corpse
Música não é esporte, não existe "melhor"

Cannibal Corpse: Um dos caras que pousou a sonda no cometa é um headbangerCannibal Corpse
Um dos caras que pousou a sonda no cometa é um headbanger


História do Rock: dos primórdios aos anos 70História do Rock
Dos primórdios aos anos 70

Batismo: Os nomes verdadeiros dos artistas do Rock e MetalBatismo
Os nomes verdadeiros dos artistas do Rock e Metal


Sobre RazorB (Luís Ferraz)

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de RazorB (Luís Ferraz) no Whiplash.Net.

Sobre Diego Gomes de Souza

Nasci em 14 de novembro de 1988 e gosto de música como um todo, porém, me empenho mais em conhecer bandas novas dentro do estilo do Metal, desde heavy metal a death/thrash que são os gêneros que mais me agradam. Sou fanático por bandas como Sarcófago, Rotting Christ, Krisiun e Metallica. Gosto muito de traduzir textos e tudo que é relacionado a línguas. Estou cursando o curso de Tradutor e Intérprete na Unifran (Universidade de Franca), por isso colaboro com o site whiplash.

Mais matérias de Diego Gomes de Souza no Whiplash.Net.