Slipknot: "O Kiss se transformou na Disney do Rock"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Durr Campos, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Numa entrevista em outubro de 2008 para o site australiano The Age, Corey Taylor, vocalista do SLIPKNOT, descreveu os shows de sua banda como “uma completa guerra”. Ele disse, “de fato toma seu corpo e alma por uns instantes. Não trata-se apenas de quatro camaradas rondando com suas roupas estilo ‘street wear’. É uma produção, uma batalha e uma celebração. Há diversos climas envolvidos, algumas vezes vocês se perde na mistura. Confiamos uns nos outros. Se um de nós está num dia ruim, todos sabemos e dizemos: ‘caras, preciso de vocês esta noite’. E eles dão aquela força!”

520 acessosAce Frehley: veja vídeos de reunião com músicos do Frehley's Comet5000 acessosCornos do Rock: a dor e o peso do chifre em três belas canções

Sobre a mensagem positiva que a música da banda passa: “Eu sempre tentava misturar a escuridão com uma grande dose de positividade. Com a nossa imagem assustadora, obviamente isto é complicado de passar. Mas para mim o intuito de fazer música sempre foi dar às pessoas uma razão para viver e não uma razão para desistir.”

Sobre o palco e o show da banda: “Há obviamente uma teatralidade no rock que fazemos, mas para nós isto é apenas uma peça do quebra-cabeças. Sempre foi sobre o conteúdo e o porquê de vestirmos o que vestimos. Há mais arte ali do que apenas chocar. KISS e ALICE COOPER realmente quebraram barreiras, mas somos diferentes deles. Sempre senti que éramos mais como se o (pessoal do) PINK FLOYD começasse uma banda de metal. Eu duvido que você vá ver o SLIPKNOT lançando algum tipo de cereal, por exemplo – KISS realmente tornou-se a Disney do rock.”

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 16 de novembro de 2014
Post de 04 de abril de 2017

520 acessosAce Frehley: veja vídeos de reunião com músicos do Frehley's Comet867 acessosGene Simmons: no Brasil em 2018 para promover The Vault Experience36 acessosEm 18/09/1978: Kiss lança álbuns solo dos quatro integrantes19 acessosEm 18/09/1983: Kiss lança o álbum Lick It Up21 acessosEm 19/09/1984: Kiss lançava o single "Heaven's On Fire"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Kiss"

KissKiss
A verdade sobre o baterista em "Psycho Circus"

KissKiss
Stanley cita Pelé para dizer que não canta como há 40 anos

Gene SimmonsGene Simmons
Sem arrependimento por tentar patentear sinal dos chifres

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Slipknot"0 acessosTodas as matérias sobre "Kiss"

Cornos do RockCornos do Rock
A dor e o peso do chifre em três belas canções

Liv Tyler & CiaLiv Tyler & Cia
Algumas das mais bonitas criações dos rockstars

MotorheadMotorhead
Lemmy Kilmister fala sobre ser solteiro para sempre

5000 acessosBateristas: os trinta mais ricos do mundo5000 acessosIron Maiden: Bruce diz não haver muito diálogo na banda5000 acessosVídeo: ex-rockeiro explica o real significado da mão chifrada5000 acessosNirvana: "Você sabia que Kurt era um cínico desgraçado, certo?"1392 acessosCristina Scabbia: musa elege sete filmes de terror italianos5000 acessosGuitarra: mais uma vez, qual a diferença entre punk e metal?

Sobre Durr Campos

Graduado em Jornalismo, o autor já atuou em diversos segmentos de sua área, mas a paixão pela música que tanto ama sempre falou mais alto e lá foi ele se aventurar pela Europa, onde reside atualmente e possui família. Lendo seus diversos artigos, reviews e traduções publicados aqui no site, pode-se ter uma ideia do leque de estilos que fazem sua cabeça. Como costuma dizer, não vê problema algum em colocar para tocar Napalm Death, seguido de algo do New Order ou Depeche Mode, daí viajar com Deep Purple, bailar com Journey, dar um tapa na Bay Area e finalizar o dia com alguma coisa do ABBA ou Impetigo.

Mais matérias de Durr Campos no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online