Andreas Kisser: "reunião tem que ser feita da forma correta"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Júlio Oliveira, Fonte: BlabberMouth.net, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 22/12/08. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

O Headbanger’s Blog da MTV recentemente conversou com Andreas Kisser do SEPULTURA sobre o interesse por álbuns conceituais, a inspiração no livro “A Clockwork Orange” de Anthony Brugess e o filme de Stanley Kubrick que serviu de tema para o novo CD do grupo, “A-Lex”, além da saída de Igor Cavalera e adição de Jean Dolabella e o porque dele se dizer não interessado em uma reunião com a formação clássica da banda.

796 acessosSepultura: mais datas e trailer da turnê europeia5000 acessosGuns N' Roses: as duas mulheres que conduziram a reunião

Sobre a possível volta da formação mais bem sucedida do SEPULTURA, Kisser diz: “É algo que acontece naturalmente. É o tipo de coisa da qual se fala para sempre mas nos últimos dois anos eles realmente tentaram reaproximar [mais na frente ele deixa claro que ‘eles’ refere-se a empresários e não aos irmãos Cavalera] e fazer acontecer. Mas na minha opinião é algo tão ridículo e você tem que ser cuidadoso pois há uma série de reuniões ocorrendo e que foram uma bela de uma porcaria destruindo carreiras e tudo mais. Tem que ser feito da forma correta. Temos que curtir tocar juntos e tem que haver respeito mútuo para trocarmos idéias e criarmos algo novo e especial ao invés de ignorarmos tudo o que aconteceu e simplesmente fazermos uma turnê ‘Roots’. É como se nos tornássemos escravos de nós mesmos pois as pessoas meio que deixam o nome tomar o controle de que elas realmente são. É por isso que nada desse tipo aconteceu e estamos focados no que estamos fazendo AGORA. O resto é apenas o que as pessoas acham ou são opiniões que apesar de eu respeitar, tenho que dizer que não vão mudar o que estamos fazendo AGORA.”

Quando perguntado sobre o quão próximo ficaram de uma reunião do lineup do “Roots”, Andreas responde: “Nem um pouco perto. Havia uma série de idéias – a maioria delas vindo de empresários e agentes e que não era nem um pouco agradável comparado com aquilo que as pessoas esperam do Sepultura. Nunca foi algo que tenhamos parado o que quer que estivéssemos fazendo para pensar a respeito – absolutamente. A grana era boa e infelizmente é a primeira coisa na qual as pessoas pensam – só no dinheiro. Eles têm tentado forçar uma reunião, 'Toma aqui um monte de dinheiro pra vocês se reunirem...' e não é bem assim. É algo bem maior e eu terei que viver com minha decisão o resto da minha vida então decidi que não vou me vender para que todos encham seus bolsos. Então este é o motivo pelo qual estamos focados no que estamos fazendo agora e não preocupados sobre todas aquelas besteiras que andam dizendo por aí."

O vídeo com o podcast da entrevista está disponível neste link.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Thrash MetalThrash Metal
Os melhores álbuns de 1983 a 2016

796 acessosSepultura: mais datas e trailer da turnê europeia693 acessosRio Rock City: Quando o vocalista novo dá certo?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Sepultura"

Carnaval 2016Carnaval 2016
Angra, Sepultura e Carlinhos Brown tocando Kiss

Igor CavaleraIgor Cavalera
"Quem reclama da música atual é preguiçoso"

Importando MetalImportando Metal
Músicos gringos que atuam ou já atuaram em bandas brasileiras

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Sepultura"

Guns N RosesGuns N' Roses
As duas mulheres que conduziram a reunião

Guns N RosesGuns N' Roses
Assista agressão de Axl Rose a fotógrafo em Los Angeles

Musical BoxMusical Box
Os vinte discos seminais do Hard Rock

5000 acessosBruce Dickinson: recebendo resposta de ícones do Punk5000 acessosMétodo científico: como escolher seu instrumento musical5000 acessosSlipknot: Jordison fez até cirurgia para voltar a tocar, veja foto5000 acessosRevolution Renaissance: Tolkki é o Milli Vanilli do Metal?4292 acessosAC/DC: as dez melhores canções de Bon Scott5000 acessosIan Gillan: "Eu era um idiota tão grande quanto Ritchie"

Sobre Júlio Oliveira

Recifense, atualmente divide seu tempo entre trabalhar em Copenhague (Dinamarca) e morar/estudar em Malmö (Suécia). Começou a escutar Metal no início dos anos 90 com os companheiros do Colégio da Polícia Militar e desde então não parou mais, mas nunca se restringindo a um estilo, mas à qualidade da musica em questão. Resolveu começar a colaborar com o site depois de anos lendo as noticias trazidas por outros. "Tava na hora de eu dar minha colaboração também...".

Mais matérias de Júlio Oliveira no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online