Gorgoroth: religiosos desafiam mensagem anticristã da banda

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leo Kreator, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar Correções  

Um vídeo de um grupo de presbiterianos protestando no show do GORGOROTH de 23 de novembro de 2008 no Limelight em Belfast, Irlanda do Norte pode ser visto abaixo (o clipe foi filmado pelo guitarrista do GORGOROTH, Teloch).

Pseudônimos no Black Metal: De entidades pagãs a O Senhor dos Anéis

Fotos de Infância: Cradle Of Filth

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O reverendo David McIlveen liderou, segundo relatos, os religiosos indignados ao clube.

Falando ao News Letter em setembro de 2008, McIlveen disse sobre a aparição da banda de norwegian black metal em Belfast que "a influência deste repreensível grupo na juventude pode forçá-los a atos maldosos e levar à fragmentação da vida em família".

"Os organizadores precisam reavaliar sua decisão de deixá-los se apresentar em Belfast já que a maioria das pessoas na Irlanda do Norte se sentirão altamente ofendidas pela sua aparente mensagem anti-Deus."

"Qualquer coisa que seja perniciosa à crença cristã deve ser desafiada e é isso que vou fazer."

O publicitário da Limelight Records, Ian Wilson, contraria: "Nós agendamos bandas sem nenhuma preocupação com seus pontos de vista religiosos ou políticos. É só música."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

De acordo com o vocalista do GORGOROTH Gaahl, o objetivo do black metal é levar seus praticantes ao "verdadeiro Satã".

Em uma entrevista com o The Observer em 2005, ele disse: "O black metal nunca pretendeu atingir uma audiência. É puramente para nossa satisfação. Algo totalmente auto-centralizado."

"O objetivo comum é se tornar o verdadeiro Satã; a elite humana, basicamente. A elite está acima das regras."

Gaahl despertou controvérsia num documentário canadense chamado "Metal: A Headbanger's Journey", no qual ele discursa em apoio a uma série de ataques incendiários a igrejas ligados à cena de metal norueguesa.

Ele disse: "Incêndios em igrejas e todas essas coisas são, claro, coisas que eu apóio 100 por cento e é algo que deveria ser feito muito mais e será feito muito mais no futuro."

"Temos que remover todos os traços do que as raízes cristãs e semíticas tem a oferecer a este mundo. O satanismo é liberdade para que o indivíduo possa crescer e se tornar um super-homem. Todo homem que nasce para ser rei se torna rei. Todo homem que nasce para ser um escravo não conhece Satã."




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Pseudônimos no Black Metal: De entidades pagãs a O Senhor dos AnéisPseudônimos no Black Metal
De entidades pagãs a O Senhor dos Anéis


Gorgoroth: assista vídeo em homenagem ao NatalGorgoroth
Assista vídeo em homenagem ao Natal

Tolkien: A influência do autor no rock e no heavy metalTolkien
A influência do autor no rock e no heavy metal


Fotos de Infância: Cradle Of FilthFotos de Infância
Cradle Of Filth

Rachel Sheherazade: uma bela versão de Iron Maiden a capella em novo vídeoRachel Sheherazade
Uma bela versão de Iron Maiden a capella em novo vídeo


Sobre Leo Kreator

Leo é estudante de Processamento de Dados na FATEC-SP. Trabalha como programador e dedica uma parte de seu tempo livre tocando bateria na banda de thrash metal paulistana Lanasters (que está atualmente tentando voltar à ativa...). Gosta de ouvir música BOA, mas de preferência metal - dos sub-gêneros NWOBHM, thrash, death ou black.

Mais matérias de Leo Kreator no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL Cli336x280 CliInline WhipDin