Kreator: "É necessário compor outro álbum do Kreator?"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Emanuel Seagal, Fonte: Bravewords & Bloody Knuckles, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Mille Petrozza, frontman do KREATOR, recentemente conversou com Carl Begai, da revista norte-americana BW&BK (Brave Words & Bloody Knuckles), a respeito do novo álbum da banda, "Hordes of Chaos". A seguir segue um trecho da entrevista:

Separados no nascimento: James Hetfield e Mano MenezesVanessa Frehley: amor sem limites ao Kiss

"Uma coisa que sempre me pergunto antes de compor um álbum é, 'é realmente necessário compor outro álbum do Kreator?'", Petrozza admite. "Pode parecer um pouco estranho mas eu realmente faço isso. Eu olho para nosso catálogo e na minha opinião tem alguns álbuns realmente bons, teve alguns grandes momentos e grandes álbuns, e houve alguns álbuns não tão bons, mas no final das contas, o Kreator sempre estudou sua história. Eu pergunto a mim mesmo, 'Se lançarmos um novo álbum, será algo que será relevante como quando Violent Revolution foi lançado?' Nós somos nossos piores críticos, definitivamente, mas é assim que trabalhamos, e por isso fomos capazes de seguir em diante."

A entrevista completa estará disponível na edição #114 da BW&BK.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Kreator"


Thrash Metal: as 10 melhores baladas de bandas do gêneroThrash Metal
As 10 melhores baladas de bandas do gênero

Jamie Slays: 8 riffs que provam que 1986 foi o melhor ano do MetalJamie Slays
8 riffs que provam que 1986 foi o melhor ano do Metal


Separados no nascimento: James Hetfield e Mano MenezesSeparados no nascimento
James Hetfield e Mano Menezes

Vanessa Frehley: amor sem limites ao KissVanessa Frehley
Amor sem limites ao Kiss


Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com clássicos como Iron Maiden e Black Sabbath. Hoje em dia, entre outros gêneros musicais, e sem se limitar a rótulos, ouve principalmente doom, viking e folk metal. Sempre que possível está em busca de novas bandas que tenham algo a transmitir alem de clichês, e mesmo em meio a tantas novidades não dispensa pérolas como o bom e velho Candlemass. Acompanha o Whiplash! desde os primórdios, tendo iniciado sua vida de internauta no mesmo ano de criação do site (1996). Há algum tempo está envolvido com metal, seja trabalhando com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa, na tentativa de contribuir de alguma forma para o crescimento desse que é um dos segmentos mais apaixonantes da música, o metal.

Mais informações sobre Emanuel Seagal

Mais matérias de Emanuel Seagal no Whiplash.Net.

adClioIL