Monster Magnet: Dave Wyndorf fala sobre vício em remédios

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Daniel Nusa, Fonte: I Heart Guitar, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 16/08/09. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

O site I Heart Guitar recentemente entrevistou Dave Wyndorf, do MONSTER MAGNET. Trechos da entrevista a seguir.

5000 acessosNoiseCreep: Os 10 frontmen mais teatrais do rock5000 acessosRatos de Porão: ao vivo nos programas de Angélica e Gugu?

I Heart Guitar: Faz bastante tempo que vocês não vem à Austrália, e um pouco menos desde que lançaram um disco. O que o incentivou a fazer a atual turnê?

Wyndorf: “Faz 10 anos. O que me incentivou foi eu tentando correr atrás do tempo perdido. Eu meio que me perdi da banda nos últimos 10 anos. Normalmente viajamos por 2 anos após o lançamento de um disco, mas após ‘Monolithic Baby’, viajamos apenas um, por minha culpa. Eu fiquei viciado neste remédio chamado Benzodiazepine, que eu tomava para dormir. É bem embaraçoso, depois de anos sem problemas com drogas, ficar viciado em um remédio que me foi receitado. Inacreditável. Mas, resumindo a história, isto me deixou bem depressivo.”

I Heart Guitar: Então foi a pressão da turnê somada à falta de sono?

Wyndorf: “Sono. Totalmente. Não, pressão nenhuma durante a turnê, exceto o fato de que você nunca dorme o suficiente. Você fica louco. Não era tão simples como simplesmente deitar e dormir, porque, na maioria das vezes, eu deitava e não conseguia dormir. Então, eu simplesmente levantava e continuava a fazer outras coisas, e isso me deixou maluco. Então eu comecei a tomar as pílulas e tudo ficou bem por um tempo. Existem algumas coisas na vida, funções naturais, que quando você depende de alguma coisa artificial para poder fazê-las, você sofrerá conseqüências. E eu sofri. Porém, agora, está tudo sobre controle".

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Drogas e Álcool"

João GordoJoão Gordo
"Não sei como estou vivo, é sorte!"

Sebastian BachSebastian Bach
"Os irmãos Van Halen não queriam um maconheiro!"

Steven TylerSteven Tyler
"Cheirar ou não cheirar nem era uma questão!"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Drogas e Álcool"0 acessosTodas as matérias sobre "Monster Magnet"

NoiseCreepNoiseCreep
Os 10 frontmen mais teatrais do rock

Ratos de PorãoRatos de Porão
Ao vivo nos programas de Angélica e Gugu?

ProstitutasProstitutas
3 das mais famosas e devassas do cenário Rock

5000 acessosIgreja Heavy Metal: música pesada em cerimônias cristãs5000 acessosRatos de Porão x Iron Maiden: resposta de Jão à entrevista de Bruce Dickinson5000 acessosLadybeard: barbudo wrestler que canta metal vestido de menininha5000 acessosMúsica Clássica e Metal: estudo diz que fãs são parecidos5000 acessosMetallica e Lou Reed: assista primeira apresentação na TV5000 acessosRock Progressivo: 10 álbuns mais underrated da década de 70

Sobre Daniel Nusa

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online