Slayer: Tom Araya fala sobre "World Painted Blood"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Daniel Nusa, Fonte: Miami New Times, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 16/08/09. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Arielle Castillo, do Miami New Times, recentemente entrevistou Tom Araya, baixista e vocalista do SLAYER. A seguir, trechos da conversa.

225 acessosSlayer & Yoko Ono: e não é que funciona?5000 acessosGhost: Nergal revelou a identidade de Papa Emeritus II?

Miami New Times: Seu novo disco conta com a “produção executiva” de Rick Rubin. O que isso significa? Como ele esteve envolvido no processo de gravação?

Tom Araya: “Ele observa o que nós fazemos e diz 'sim' ou 'não'. Na maior parte ele deixou na mão de Greg Fidelman, que vem fazendo um excelente trabalho como produtor. Nós fazíamos o trabalho no estúdio, e, uma vez que ficasse pronto, mandávamos para o Rick para que ele pudesse escutar”.

Miami New Times: Você disse que normalmente vocês começam as gravações com as músicas já escritas, mas desta vez vocês passaram um bom tempo trabalhando na pré-produção. Por que a mudança?

Tom Araya: “Na verdade, nós começamos as gravações em outubro do ano passado – Jeff (Hanneman, guitarrista do SLAYER) tinha três músicas. Nós gravamos estas músicas e elas encaixaram bem rápido. Nós deveríamos ter feito uma turnê na América do Norte em janeiro que acabou não acontecendo porque todos nós nos sentimos bem no estúdio com o Greg. Nós pensamos que uma vez que a turnê européia estivesse terminada, nós viríamos para casa começar as gravações.

Então nós voltamos ao estúdio e Jeff e Kerry tinham quatro ou cinco músicas cada, e apenas começamos a construir novas músicas no estúdio. Enquanto nós estávamos fazendo a bateria, Jeff ia para casa e trabalhava em coisas novas, enquanto que o resto trabalhava no que já havia sido iniciado, sendo que a mesma coisa acontecia com o Kerry. Quando ele terminava suas partes, ele ia para casa e trabalhava com um novo material e então voltava e tocava para o Dave. Nós aprendemos e trabalhamos a maioria das músicas no estúdio, ao invés de ensaia-las primeiro”.

Miami New Times: Você também disse que o trabalho de composição foi mais dividido desta vez.

Tom Araya: “E foi. Musicalmente, foi divido entre os três (Jeff, Kerry e Dave). E eu dava minha opinião sobre as partes de guitarra. Mas, normalmente, nós sentamos para ouvir as músicas e dizemos se está bom ou se não gostamos. Na maioria das vezes nós concordamos se gostamos ou não e seguimos em frente.

Ocorre que desta vez eu tive idéias que passei para o Jeff, e ele colocou nas músicas. Todos deram a sua contribuição. Eu acho que pelo fato de termos entrado em estúdio um pouco menos preparados. Nós precisávamos entrar em estúdio e gravar de forma rápida para ter alguma coisa pronta no verão.”

Miami New Times: Então, quando vocês finalmente terminaram estas sessões?

Tom Araya: “Nós terminamos uma semana antes dos cinco shows que fizamos no Canadá com o MEGADETH. Então nós passamos uma semana ensaiando e agora estamos na Mayhem tour com o MARYLIN MANSON.”

Miami New Times: As novas músicas são parecidas com o que vocês fizeram nos anos 80, quase que com uma energia punk rock. Como isso aconteceu?

Tom Araya: “Nossa alma! Nós não planejamos como as músicas vão soar, apenas escrevemos e o que está feito está feito”.

Miami New Times: Como vocês decidem quando é a hora de um novo disco?

Tom Araya: “Não decidimos! Desta vez, aconteceu do Jeff ter três músicas que ele estava tocando para todo mundo e nosso empresário perguntou porque não gravávamos um novo disco se as músicas estavam vindo de forma rápida”.

Miami New Times: Quais são suas faixas favoritas do novo disco?

Tom Araya: “Kerry escreveu coisas realmente boas. Eu sou bem parcial, acabo tendendo a gostar mais das coisas do Jeff. Ele tem grande habilidade como compositor e tem grandes músicas neste disco. São músicas um pouco diferentes do que costumamos fazer mas ainda soam como SLAYER. As músicas tem melodia e dinâmica e te levam em uma viagem de montanha russa, o que é realmente bom.

O disco é bom como um todo, e isso é uma coisa que sempre procuramos fazer, que todas as músicas tenham sua importância, não apenas uma”.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Kerry KingKerry King
Guitarrista revela qual a sua música favorita do Metallica

225 acessosSlayer & Yoko Ono: e não é que funciona?793 acessosDuplas de guitarristas: Loudwire elenca suas dez melhores913 acessosBody Count: divulgado videoclipe de covers do Slayer763 acessosBody Count: veja o vídeo para "Raining Blood", do Slayer0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Slayer"

SlayerSlayer
"Infelizmente, ainda estou na banda", diz Gary Holt

E Se...E Se...
Sua banda favorita mudasse de gênero musical?

Kerry KingKerry King
Terroristas demoraram pra atacar shows de rock

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Slayer"

GhostGhost
Nergal revela a identidade de Papa Emeritus II?

SlipknotSlipknot
"Pastor" detecta mensagens subliminares nas capas

No alto do casteloNo alto do castelo
As diferenças entre os diferentes estilos de rock e metal

5000 acessosSteven Tyler: vocalista admite que já queimou a rosca5000 acessosDimmu Borgir: Silenoz se considera um satanista?5000 acessosCorey Talor: "Axl é um pau no cu e quem espera por ele é otário"5000 acessosGangnam Style: uma versão bem mais pesada do clássico5000 acessosNicko McBrain: "Imagine eu tocando Run to the Hills com 73 anos!"5000 acessosGibson: os 10 maiores bateristas de todos os tempos

Sobre Daniel Nusa

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online