Kid Vinil: "botando 'Ya-Yas' pra fora com os Stones"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Emanuel Seagal, Fonte: Yahoo Música
Enviar correções  |  Ver Acessos

O músico, radialista e ex-VJ KID VINIL, escreveu em sua coluna no Yahoo! a respeito da importância dos Rolling Stones e sua preferência por eles do que os Beatles.

Paul McCartney: confira duas músicas inéditas lançadas para Record Store DayDuff McKagan: "Justin Bieber é um roqueiro de verdade!"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Hoje eu volto ao assunto da coluna anterior e a pesquisa Beatles x Stones. Na semana passada fiz uma pergunta sobre a importância das duas bandas para a história do rock (veja aqui) e teve gente que achou desnecessária e muito óbvia. Não acho. Talvez tenha faltado a minha opinião, pois sou mais Rolling Stones do que Beatles, pela simples razão da extensão da obra e a longevidade da banda.

Adoro os Beatles e sei que é quase unanimidade, mas já me questionei várias vezes sobre qual é a mais importante para mim. Os Stones têm motivos muito especiais para serem minha banda favorita. Quando eu era garoto, lembro que em 1968 entrei numa loja de discos perto da escola onde eu estudava e vi pela primeira vez a capa interna do álbum "Beggars Banquet" (O Banquete dos Mendigos).

Aquilo contrariava todo aquele "bom-mocismo" das capas dos Beatles, um bando de malucos caídos numa estranha sala de jantar. A música apresentada nesse banquete era mais estranha ainda para um beatlemaníaco acostumado com as harmonias e vocalizações certinhas de Lennon e McCartney. A dupla Jagger e Richards enlouquecia, virava o blues e a country music pelo avesso nesse Banquete dos Mendigos. Veio então 1969, o ano mais conturbado e agitado na carreira do grupo. Tudo começou com a tragédia, em julho de 1969, quando Brian Jones foi encontrado morto por afogamento na piscina de sua mansão na Inglaterra. Imediatamente a banda recrutou o guitarrista Mick Taylor como seu substituto (ex-John Mayall & Bluesbreakers)

Leia a matéria na íntegra neste link.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Beatles"Todas as matérias sobre "Rolling Stones"


Paul McCartney: confira duas músicas inéditas lançadas para Record Store DayPaul McCartney
Confira duas músicas inéditas lançadas para Record Store Day

Beatles: Ouça canções do grupo em estilo barroco

Terry O'Neill: Morre, fotógrafo que trabalhou com Beatles, Stones e outros gigantesTerry O'Neill
Morre, fotógrafo que trabalhou com Beatles, Stones e outros gigantes

Beatles: morre aos 82 anos Robert Freeman, fotógrafo da bandaBeatles
Morre aos 82 anos Robert Freeman, fotógrafo da banda

Taylor Hawkins: Tudo o que veio depois dos Beatles é uma cópia muito boaTaylor Hawkins
"Tudo o que veio depois dos Beatles é uma cópia muito boa"

Sucesso: gráfico em vídeo mostra artistas mais vendidos de 1969 a 2019Resenha - Abbey Road - Beatles

Foo Fighters: Taylor Hawkins cita os discos favoritos de quando era criançaFoo Fighters
Taylor Hawkins cita os discos favoritos de quando era criança

Foo Fighters: Dave Grohl revela canção em homenagem a George HarrisonFoo Fighters
Dave Grohl revela canção em homenagem a George Harrison

Grandes covers: dez versões para "All My Loving", dos Beatles

John Lennon: assassino comenta o que o motivou a matarJohn Lennon
Assassino comenta o que o motivou a matar

George Harrison: Ronnie Von cometeu gafe e deixou de gravar com eleGeorge Harrison
Ronnie Von cometeu gafe e deixou de gravar com ele


Duff McKagan: Justin Bieber é um roqueiro de verdade!Duff McKagan
"Justin Bieber é um roqueiro de verdade!"

Courtney Love: Essa música é sobre minha vagina, sabia?Courtney Love
"Essa música é sobre minha vagina, sabia?"


Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com clássicos como Iron Maiden e Black Sabbath. Hoje em dia, entre outros gêneros musicais, e sem se limitar a rótulos, ouve principalmente doom, viking e folk metal. Sempre que possível está em busca de novas bandas que tenham algo a transmitir alem de clichês, e mesmo em meio a tantas novidades não dispensa pérolas como o bom e velho Candlemass. Acompanha o Whiplash! desde os primórdios, tendo iniciado sua vida de internauta no mesmo ano de criação do site (1996). Há algum tempo está envolvido com metal, seja trabalhando com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa, na tentativa de contribuir de alguma forma para o crescimento desse que é um dos segmentos mais apaixonantes da música, o metal.

Mais informações sobre Emanuel Seagal

Mais matérias de Emanuel Seagal no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336