Zakk Wylde: "o mundo é muito maior que só os EUA"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Antonio Parreira, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Zakk Wylde (BLACK LABEL SOCIETY, OZZY OSBOURNE) participou em uma performance solo e em uma sessão de perguntas e respostas na manhã de terça-feira, 1° de dezembro em Singapura, no complexo da prisão de Changi.

Led Zeppelin: tudo sobre o hit "Stairway To Heaven"Slipknot: Joey Jordison revela o verdadeiro motivo de sua saída

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

De acordo com o The Straits Times, Wylde, 42, fez uma mostra de meia hora e deu aos 40 internos, no centro de artes da prisão, dicas de como se tornar bons músicos.

"Você precisa encontrar alguém melhor do que você para te mostrar os princípios," disse Wylde, que excitou o grupo com seu domínio do instrumento, incluindo alguns solos tirados de "Eruption" do VAN HALEN.

Falando aos detentos, ele contou ao The Straits Times, "Parecia a coisa certa a fazer, visto que meu primeiro show com o Ozzy foi numa prisão."

Veja o vídeo da performance de Zakk mais abaixo.

Como um usuário leal da guitarra Gibson, Wylde está promovendo atualmente aos fãs de música da região do pacífico-Ásia (que inclui Japão, China, Singapura e Austrália) os novos modelos Gibson e as guitarras Epiphone assinadas por ele. Além disso, Zakk ensinará suas habilidades aos fãs guitarristas, em pessoa.

Wylde commentou: "Quando o CEO da Gibson, Henry Juszkiewicz, delineou o seu plano de lançar a minha linha de produtos na China e o comprometimento da empresa, eu me comprometi também."

"Vai ser demais conhecer novos fãs."

"O mundo é um lugar muito maior do que só os Estados Unidos."

"Eu não tenho dúvidas de que essa viagem e encontrar esses fãs servirá de inspiração para o próximo disco do BLACK LABEL SOCIETY."

"Quantas pessoas vão de Tokyo à grande muralha, Singapura à Sydney. Eu sou abençoado e gostaria de agradecer à Gibson e à Epiphone por essa oportunidade de assegurar a dominação do mundo pelo BLACK LABEL SOCIETY."




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Black Label Society"Todas as matérias sobre "Van Halen"Todas as matérias sobre "Zakk Wylde"


Eddie Van Halen: chamei Quincy Jones de imbecilEddie Van Halen
"chamei Quincy Jones de imbecil"

Eddie Van Halen: e se ele tocasse no A-Ha, ZZ Top ou AC/DC?Eddie Van Halen
E se ele tocasse no A-Ha, ZZ Top ou AC/DC?


Led Zeppelin: tudo sobre o hit Stairway To HeavenLed Zeppelin
Tudo sobre o hit "Stairway To Heaven"

Slipknot: Joey Jordison revela o verdadeiro motivo de sua saídaSlipknot
Joey Jordison revela o verdadeiro motivo de sua saída


Sobre Antonio Parreira

Antonio Parreira, aka Tunão, aka Anton Parr, é arquiteto, designer gráfico e músico. Interessado por música desde sempre, tornou-se fanático por rock depois de descobrir bandas como Kiss, Iron Maiden, Judas Priest e AC/DC. No início dos anos 80 acompanhou o nascimento do Thrash Metal, estilo que se tornou seu preferido de todos os tempos. Tocou em várias bandas nessa linha "Thrash Bay Area" durante os anos 80 e 90: Napalm, Damage, Overthrash, The Still e Avalon. Atualmente é vocalista do Buffalo Theory MTL, banda de Southern Metal de em Montreal, Canadá. Leitor do Whiplash! desde os anos 90 e atualmente colaborando com textos e traduções, diretamente da "terra do Voïvod".

Mais matérias de Antonio Parreira no Whiplash.Net.

adGoo336