Guns N' Roses: Ellen Jabour conta como foi estar com banda

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Otávio Augusto Juliano, Fonte: IstoÉ Gente / Terra
Enviar correções  |  Comentários  | 

Foto: Marcelo Rossi (divulgação T4F)

A modelo Ellen Jabour comentou como foi a experiência ao lado do vocalista Axl Rose e do GUNS N' ROSES, no dia 13 de março de 2010, quando a banda se apresentou em São Paulo, no Estádio Palestra Itália. Na oportunidade, ela foi chamada ao palco por Axl, como tradutora da banda.

5000 acessosChester Bennington: Slash comenta a morte do vocalista5000 acessosMulheres no Rock: as mais importantes segundo rádio inglesa

Veja abaixo parte do texto escrito pela modelo, reproduzido do site IstoÉ Gente/Terra:

Meu último sábado foi irado. Fui convidada para ver o show do Guns N’ Roses em São Paulo do backstage. Claro que aceitei, não é todo dia que Guns N’ Roses is in the house! Quando percebi como era a visão de cima do palco, pensei: “daqui não saio, daqui ninguém me tira!” Sempre fui roqueira e o Guns tem sido minha banda preferida desde muito nova. Fui a todos os shows da banda no Brasil quando era adolescente. Já comemorei meu aniversário num show. Em outra ocasião, fui confundida com o Axl Rose. Estava chegando ao Riocentro, onde aconteceria a apresentação, usando bandana sobre o cabelo loiro comprido, e todo mundo começou a aplaudir e gritar. Saiu até no jornal: “Estudante Ellen Jabour é confundida com Axl Rose”. Quase 20 anos depois, conhecê-lo pessoalmente foi mais emocionante do que eu esperava. Eu estava no backstage, dançando e curtindo “Paradise City”, quando, de repente, fui parar no meio do palco, convidada por Axl Rose, que me pediu para ser sua tradutora diante de 38 mil pessoas no estádio Palestra Itália. Havia uma certa confusão do público colado ao palco e ele pediu para as pessoas darem um passo para trás, assim todos poderiam se divertir em segurança. Também me pediu para contar que ele estava muito feliz de estar no Brasil e que queria fazer um ótimo show.

(...)

No fim daquele megaespetáculo, fui para o camarim, que era enorme. Eles podem ter a imagem de baderneiros e malucos, mas o que eu vi foram pessoas gentis, educadas e sérias. Um clima bem família. Brindamos com champanhe, tomamos uma cervejinha juntos, tudo muito light. Depois, ficamos comparando nossas pulseiras. Tanto Axl quanto eu usamos várias. E eu até dei uma das minhas para ele. Tinha um olho turco, para proteger contra mauolhado. Foi perfeito, ficamos no camarim até as 7h30 da manhã. Uma noite inesquecível. Thank you, Guns N’ Roses, I love you!

Leia o texto completo no link abaixo.

http://www.terra.com.br/istoegente/edicoes/549/brindamos-com...

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Chester BenningtonChester Bennington
Slash comenta a morte do vocalista

1800 acessosGuns N' Roses: os 30 anos de Appetite na capa da nova Kerrang!2682 acessosWagner Nascimento: Tocar como o Slash?? Muito fácil!!0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Guns N' Roses"

Guns N RosesGuns N' Roses
As 10 melhores músicas punk, segundo Duff McKagan!

Guns N RosesGuns N' Roses
Bumblefoot estava irritado, amargurado e frustrado quando saiu

Guns N RosesGuns N' Roses
Contrato de Slash está pior que nos anos noventa?

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Guns N' Roses"

Mulheres no RockMulheres no Rock
As mais importantes segundo rádio inglesa

Ratos de PorãoRatos de Porão
O elogio de João Gordo aos garotos do Restart

MetalMetal
Nomes do gênero que assumiram ser cristãos

5000 acessosDavid Bowie: conheça 60 fatos da vida do camaleão5000 acessosMetalhead: as mulheres mais sexys do Heavy Metal5000 acessosBizarro & Absurdo: 12 Tristes Realidades da Música5000 acessosGame of Thrones: a inspiração do Blind Guardian e Hammerfall5000 acessosAbbath: mais uma sessão de fotos impagáveis, agora na Austrália5000 acessosFaith No More: roupa umbandista para contrariar fãs tradicionais

Sobre Otávio Augusto Juliano

Otávio é paulistano, tem 29 anos e faz algo nada a ver com o Rock: é advogado. Por gostar muito de música e não possuir talento algum para tocar instrumentos musicais, tornou-se um comprador compulsivo de cds. Sempre interessado em leitura ligada ao Rock e Metal, começou a enviar algumas pequenas colaborações para a Whiplash e hoje contribui principalmente com textos relacionados ao Hard Rock, estilo musical de sua preferência. De qualquer forma, é eclético e não dispensa álbuns de todas as demais vertentes do Metal, sendo fã incondicional de W.A.S.P., Mötley Crüe e dos trabalhos do guitarrista Steve Stevens.

Mais matérias de Otávio Augusto Juliano no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online