Accept: "reunião foi como ela deveria ser", diz guitarrista

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Marcos Garcia, Fonte: Sleaze Roxx, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 20/09/10. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Ruben Mosqueda, da Sleaze Roxx, recentemente fez uma entrevista com o guitarrista Wolf Hoffmann, da lenda do Metal reformada ACCEPT. Alguns trechos seguem abaixo.

1124 acessosPipocando Música: 10 bandas que abusaram dos palavrões5000 acessosRolling Stone: as melhores músicas com mais de sete minutos

Sleaze Roxx: Vocês se reuniram com Udo Dirkschneider de 2004 a 2005, e tiveram uma sequência de aparições de sucesso em vários festivais europeus. Qual é a verdade por trás de Udo não estar envolvido com a banda agora? Ele não quer mais fazer músicas com o ACCEPT?

Wolf Hoffmann: Não, ele não quer; é justamente este o motivo pelo qual não deu certo. Ele não queria se envolver. Basicamente, ele deu um pouco de seu tempo para fazer os shows que você mencionou, e depois quis voltar para seu próprio trabalho. No fim, tínhamos que lidar com isso, pois ele tem sido um artista solo por mais de vinte anos. Sempre soubemos que o ACCEPT tinha um nome forte, então achamos que ele queria continuar trabalhando conosco. Pensamos que tendo todos os músicos originais na banda que isso seria suficiente para incentivá-lo a trabalhar conosco. Ele só não quis fazer isso. Todas as resenhas para as apresentações que fizemos foram favoráveis. Se você tem os fãs e crítica concordando que você ainda tem o que oferecer, é estranho que ele não quisesse ser parte disso. Não poderíamos forçá-lo.

Sleaze Roxx: Podem me chamar de louco, mas haviam algumas boas músicas no disco "Eat The Heat", de 1989. Gostei da voz de David Reece naquele CD, mas obviamente é consenso que a maioria dos fãs foi muito crítica em relação às músicas e à escolha do vocalista. Olhando para trás, você diria que vocês insistiram com David como vocalista efetivo da banda o suficiente?

Wolf Hoffmann: Bem, a idéia era levar as coisas até onde fosse possível. Sendo honesto, a coisa estava fadada ao fracasso desde o início. Era algo com o que estávamos tão envolvidos que, uma vez que a coisa ia mal, não conseguíamos dar fim a ela... Era tarde demais. Fomos longe demais para voltar. Percebemos que nesse processo, que nossas personalidades e a de David combinavam, mas ainda assim fomos em frente. Eu tinha esperança que as músicas fossem fortes o suficiente para funcionar, mas elas simplesmente não foram. Era uma época diferente — mais de vinte anos atrás, e as coisas era difíceis então.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.


1124 acessosPipocando Música: 10 bandas que abusaram dos palavrões141 acessosAccept: Motorocker será banda convidada em Curitiba582 acessosAccept: banda convoca fãs para shows de São Paulo e Rio51 acessosEm 02/10/1982: Accept lança o álbum Restless and Wild164 acessosEm 01/10/1994: Accept lança o álbum Death Row0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Accept"

AcceptAccept
Udo conta porque não tem relações com a banda

AlemanhaAlemanha
As dez maiores bandas de Metal do país

CapasCapas
Top 10 das artes com tendências gays do Rock

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Accept"


Rolling StoneRolling Stone
Revista elege os melhores rocks com mais de sete minutos

Bruce DickinsonBruce Dickinson
Punks não sabem tocar e tem inveja do Metal

Paul Está Morto?Paul Está Morto?
Um Beatle morreu em 1964? O maior boato da história do rock?

5000 acessosReligião: os rockstars que se converteram5000 acessosDonald Trump: os roqueiros que apoiam o presidente eleito5000 acessosBuckethead: uma rara imagem do guitarrista sem a máscara5000 acessosLed Zeppelin: Steven Tyler tentou substituir Plant em 20085000 acessosDimebag Darrell: esboços da guitarra Razorback5000 acessosAngra: repórter fala sobre possuir mesmo nome que baixista

Sobre Marcos Garcia

Marcos Garcia é Mestrando em Geofísica na área de Clima Espacial, Bacharel e Licenciado em Física, professor, escritor e apreciador de todas as subdivisões de Metal, tendo sempre carinho pelas bandas mais jovens e desconhecidas do público, e acredita no Underground como forma de cultura e educação alternativas. Ainda possui seu próprio blog, o Metal Samsara, e encara a vida pela máxima de Buda "esqueça o passado, não pense no futuro, concentre-se apenas no presente".

Mais matérias de Marcos Garcia no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online