Peter Frampton: talento e força dos clássicos no Chile

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fábio Sales, Fonte: Periódico El Mercurio - Chile, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Antes de desembarcar em terras brasileiras, Peter Frampton provou o rótulo de músico lendário no mundo do rock, na apresentação realizada no último sábado (04/09), num Teatro Caupolican lotado, no Chile. Após dois anos do show no Festival Viña del Mar, o guitarrista retornou mais uma vez com um repertório de clássicos, principalmente do seu aclamado álbum "Frampton Comes Alive!" (1976), graças à sua mistura de hardblues (influência de seu antigo grupo Humble Pie), glam rock, funk, solos de guitarra monumentais e poderosas baladas.

LA Weekly: as 20 piores bandas de todos os temposLinkin Park: Chester Bennington abre o jogo sobre seu vício

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Canções como "Baby I Love Your Way", "Show me The Way"(com direito ao efeito de talkbox na guitarra), "It's a Plain Shame", "Lines on my Face" e até mesmo um surpreendente cover de "Black Hole Sun" (Soundgarden) foram muito bem recebidas e festejadas pelos chilenos.

Os músicos que acompanharam Peter Frampton no show -Adam Lester (guitarra), Rob Arthur (teclados e guitarra), Dan Wojciechowski (batería) e seu baixista de longa data, John Regan- ofereceram una performance de primera, sem espaços para erros e com as improvisações sempre marcantes de suas apresentações.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Frampton também executou músicas de seu novo CD Thank You Mr. Churchill como "Restraint" e "Vaudeville Nanna and the Banjolele" e mais clássicos, como o funk-rock de "Do you feel like we do", a eletrizante e poderosa "Breakin All The Rules" e o cover dos Beatles "While my guitar gently weeps".

Durante a apresentação, Mr. Frampton sensiblizou-se com o drama dos 33 mineiros, presos há mais de um mês em uma mina do Chile, e disse que o show seria gravado em CD e enviado aos mesmos.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Muitos diriam que Frampton abusa da nostalgia. Ou que ele nunca conseguiria se reinventar, antes da geração punk e new wave que viria nos anos 1980. No entanto, o guitarrista sobrevive e, sobretudo, demonstra seu lado criativo nos recentes álbuns e nas suas composições que resumem em três ou quatro minutos o mais puro e verdadeiro rock'n roll.

Peter Frampton | 04.09.2010 | Teatro Caupolicán
Setlist

- Four day creep (Humble Pie cover)
- It's a Plain Shame
- Show me the way
- Lines on my Face
- Restraint
- Float
- Boot it up
- Double Nickels
- I Wanna Go to the Sun
- Off The Hook
- All I wanna be (is by your side)
- Vaudeville Nanna and the Banjolele
- Black Hole Sun (Soundgarden cover)
- Nassau / Baby, I love your way
- (I'll give you) Money
- Do You Feel Like we do

Encore:
- Breaking all the rules
- While my guitar gently weeps (The Beatles cover)

Com colaboração de http://rocknvivo.com/2010/09/05/el-talento-inacabable-de-peter-frampton/




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Peter Frampton"


Álbuns ao vivo: 10 grandes registros da história do rockÁlbuns ao vivo
10 grandes registros da história do rock

Hard Rock: as bandas que deram origem aos heróis do gêneroHard Rock
As bandas que deram origem aos heróis do gênero


LA Weekly: as 20 piores bandas de todos os temposLA Weekly
As 20 piores bandas de todos os tempos

Linkin Park: Chester Bennington abre o jogo sobre seu vícioLinkin Park
Chester Bennington abre o jogo sobre seu vício


Sobre Fábio Sales

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Fábio Sales no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336