Adler sobre Guns N' Roses: não terminamos o que começamos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vitor Bertolini, Fonte: Blogcritics.org, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 15/10/10. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

A Geek Girl of Technorati recentemente conduziu uma entrevista com o baterista original do GUNS N' ROSES e atual baterista do ADLER'S APPETITE, Steven Adler, sobre sua auto biografia, "Meu Apetite Por Destruição: Sexo, Drogas e Guns N' Roses" (em tradução livre). Seguem abaixo algumas partes dessa conversa:

5000 acessosChester Bennington: Slash comenta a morte do vocalista5000 acessosRammstein: "Se alguém rir das gordinhas, eu quebro a cara dele!", diz Till Lindemann

A Geek Girl: Steven, sua atitude positiva sempre aparece nesse livro. Você é como um soldado, não importa o que aconteça você está sempre destemido. Você sempre dá a volta por cima.

Adler: Bem, você tem que estar. Você tem que se levantar. Às vezes você precisa fazer isso de novo e de novo, mas você tem que fazer. Eu não ia desistir. Eu não desisti - ou duvidei de mim mesmo em me tornar um músico bem sucedido com uma banda bem sucedida. Eu sabia que no meu coração aquilo estava lá, eu estava simplesmente guardando tanto ódio dentro de mim que eu não era capaz de continuar com a minha vida até eu me livrar daquilo. E ter a oportunidade de escrever esse livro realmente me permitiu fazer isso. Qualquer um pode escrever seu próprio livro, isso não significa necessariamente que vai ser publicado, mas poder escrever seu próprio livro e deixar sair os próprios sentimentos. Isso me ajudou muito. Eu aprendi muito trabalhando com Dr. Drew e sua equipe.

A Geek Girl: Você compartilhou uma experiência única com os outros caras no Guns N' Roses - a maioria das bandas nem sempre chegam a ser grandes. Mas mesmo se vocês encontrarem sucesso em outras bandas, nunca será como da primeira vez.

Adler: Sabe qual é a parte maluca disso? Nós não terminamos o que começamos. E isso é o que mais me incomoda em não trabalhar com esses caras. Eles são meus irmãos, Slash, Duff, Izzy e Axl, e nós não terminamos o que começamos - mas ainda estamos vivos, os cinco de nós. Então, nós temos a oportunidade de fazer isto. E eu espero que o resto dos caras e Axl gostem de fazer isto, porque eu sei que seria uma coisa maravilhosa, e não apenas para nós. Eu sei que se você colocar todos os cinco dentro de um quarto nós não faríamos outra coisa a não ser nos abraçar. E provavelmente chorar. Eu sei que eu faria isto. É como Freddie Mercury disse "Cada um de nós pode fazer algo muito legal sozinho, mas como uma unidade, como uma banda, os quatro ou cinco são uma força a se considerar. E nós somos inseparáveis." Por isso eu tenho esperança. Mas eu amo o que faço agora. Eu amo minha banda, o Adler's Appetite. Eu finalmente gravei um single com a minha banda nova, se chama "It's good to be alive" (É bom estar vivo), o que realmente é! Se você for no nosso website, AdlersAppetiteOnline.com, você ganha um download grátis ao comprar o livro.

A Geek Girl: A música nova se chama "It's good to be alive" - escolha interessante do título. Eu preciso perguntar de onde veio a inspiração para isso?

Adler: Quer saber? Simplesmente aconteceu. Foi simplesmente desse jeito. Nâo foi planejado; foi mágica. E é assim que acontece. Nós não estávamos pensando nisso. E então eu disse "Hey, isso me lembra eu mesmo." Minha banda nova é ótima. É difícil encontrar cinco músicos que sabem o que o outro vai fazer antes que ele o faça. E é o que nós tínhamos no Guns N' Roses. Trabalhando com Chip Z' Buff e Michael Thomas, Rick Stich e Alex Grossi - nós estávamos muito próximos daquilo. E Chip no baixo e eu na bateria, nós procurávamos ser daquele jeito. E não precisávamos ser, não houve esforço neste sentido.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Chester BenningtonChester Bennington
Slash comenta a morte do vocalista

1801 acessosGuns N' Roses: os 30 anos de Appetite na capa da nova Kerrang!2686 acessosWagner Nascimento: Tocar como o Slash?? Muito fácil!!0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Guns N' Roses"

SlashSlash
"Sempre pego as mulheres mais legais e interessantes"

SlashSlash
O meio digital tirou a magia de ouvir a música

Guns N RosesGuns N' Roses
Em vídeo, Axl trola Slash e Duff

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Guns N' Roses"

RammsteinRammstein
"Se alguém rir das gordinhas, eu quebro a cara dele!"

VídeoVídeo
Ex-rockeiro explica o real significado da mão chifrada

GuitarristasGuitarristas
E se os mestres esquecessem como se toca?

5000 acessosEvanescence: Biel "pediu" estupro de Amy Lee em tweet antigo5000 acessosJohnny Ramone: "Não era bom abrir o show do Black Sabbath"5000 acessosJim Morrison: ele está vivo e criando cavalos nos EUA?5000 acessosMarky Ramone: inventando "ferramenta" contra smartphone em show5000 acessosKai Hansen: escolhendo as dez maiores bandas de metal da Alemanha5000 acessosRock/Metal: 7 nomes de bandas que você pronuncia errado, parte 2

Sobre Vitor Bertolini

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online