Dave Grohl: baterista no disco póstumo de Michael Jackson

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nacho Belgrande, Fonte: Site do New Musical Express, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

DAVE GROHL, do FOO FIGHTERS, foi confirmado como baterista em uma faixa do disco póstumo de MICHAEL JACKSON.

Fotos de Infância: SlayerMax Cavalera: "Deveríamos ter demitido aqueles dois e mantido o nome"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

GROHL toca bateria em '(I Can't Make It) Another Day', que também conta com LENNY KRAVITZ na guitarra, diz o site Musicweek.com. Outros convidados de 'Michael', que será lançado na segunda-feira (13 de dezembro), incluem o rapper 50 Cent e Akon.

O disco é feito de faixas de várias sessões de gravação que Jackson tinha começado antes de sua morte, em junho de 2009. A faixa de encerramento 'Much Too Soon' foi escrita na época do disco 'Thriller', de Jackson, mas nunca usada.

A tracklisting de 'Michael' é:

'Hold My Hand'
'Hollywood Tonight'
'Keep Your Head Up'
'(I Like) The Way You Love Me'
'Monster'
'Best Of Joy'
'Breaking News'
'(I Can't Make It) Another Day'
'Behind The Mask'
'Much Too Soon'




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Foo Fighters"Todas as matérias sobre "Them Crooked Vultures"Todas as matérias sobre "Dave Grohl"


Foo Fighters: Dave Grohl revela qual seu guitarrista solo favoritoFoo Fighters
Dave Grohl revela qual seu guitarrista solo favorito

Nirvana: Dave responde o que fez Kurt sofrerNirvana
Dave responde o que fez Kurt sofrer


Fotos de Infância: SlayerFotos de Infância
Slayer

Max Cavalera: Deveríamos ter demitido aqueles dois e mantido o nomeMax Cavalera
"Deveríamos ter demitido aqueles dois e mantido o nome"


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

adGoo336