Iron Maiden: "Temos um tremendo show", diz Janick Gers

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Gabriel Gonçalves, Fonte: Blog Poparazzi, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 14/02/11. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

O blog “Poparazzi” (vinculado ao jornal “Today”, de Singapura) realizou uma extensa entrevista com o guitarrista do IRON MAIDEN, Janick Gers. Dentre outros assuntos, Gers falou de como a banda se mantém no auge após tanto tempo.

57 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa5000 acessosMorbid Angel: "banda satânica, eu jamais voltaria", diz Sandoval

Por falar em alargar os limites, um deles é a diferença de idades. Vocês têm garotos vindo aos shows – e não apenas os fãs que estavam lá desde o começo.

Janick: Quando tocamos na Escandinávia, a maioria dos garotos tinha de 12 a 15 anos, e os caras no fundo eram os fãs mais antigos. E é incrível, porque você pensa nisso no sentido de… Bem, como os Rolling Stones, que tocam para pessoas mais velhas. Você não vê muitos jovens indo aos shows deles. Mas com a gente há muitos jovens, e eu acho isso rejuvenescedor, na verdade. É excitante saber que atraímos uma nova geração de fãs. Eu acho que é fantástico. Me mantém com pé no chão, tocando o meu melhor, ao invés de afundando na velhice! É ótimo ver rostos jovens por aí, e você sabe que eles não te viram ainda, então é excitante. É absolutamente incrível. Não apenas na Escandinávia, mas em toda a Europa também. Não sei explicar por que isso acontece, mas acontece. Sou grato por isso, que nossa música atinja estes novos fãs.

Você acha que isso é uma validação do Iron Maiden? Porque vocês são uma banda, tocando ao vivo, ao invés de apenas depender da tecnologia, fazendo tudo com o apertar de um botão.

Janick: Você não pode descartar outras formas de música, mas somos muito honestos com o que fazemos. Fazemos o que acreditamos. Usamos as armas que temos. Quando as tendências musicais começaram a mudar, nos mantivemos fazendo o que fazemos. Nos saímos ok. Eu não descartaria as outras pessoas – há muito espaço para todo mundo. Eu sei o que gostamos de fazer, e eu acho que temos um tremendo show e as pessoas que vêm nos ver se divertem. Esta é uma das nossas forças. Nós podemos sair e tocar, e é tudo ao vivo.

Confira a entrevista completa, em português, no www.imprensarocker.com.br

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Iron MaidenIron Maiden
Show do Ghost é melhor, diz reportagem

57 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa432 acessosIron Maiden: Iron Maiden Ex Libris aborda as letras da donzela412 acessosThunderstick: ex-batera do Samson e Iron Maiden lançará novo disco0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Iron Maiden"

Iron MaidenIron Maiden
Em 1990, show secreto como The Holy Smokers

Iron MaidenIron Maiden
A fotografia estranha de "The Final Frontier"

Iron MaidenIron Maiden
O porquê das críticas aos últimos álbuns da banda

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Iron Maiden"

Morbid AngelMorbid Angel
"Banda satânica, eu jamais voltaria", diz Sandoval

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1980

SlashSlash
Comentários sobre Guns, pornstars e Michael Jackson

5000 acessosGuitarristas: 15 músicos que provavelmente você não conhece5000 acessosRoqueiros conservadores: a direita do rock na revista Veja5000 acessosLGBT: confira alguns músicos que não são heterossexuais5000 acessosIggy and the Stooges: Raw Power, a trilha sonora do fim do mundo5000 acessosMetal: 16 músicas dos anos 80 para se escutar durante o treino4171 acessosPink Floyd: "Animals foi mal gravado e podemos remixar"

Sobre Gabriel Gonçalves

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online