Katatonia: banda fala sobre a vinda ao Brasil

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Débora Brandão, Fonte: Metal Media, Press-Release
Enviar Correções  

Press-release - Clique para divulgar gratuitamente sua banda ou projeto.

O baterista Daniel Liljekvist, do KATATONIA, concedeu uma entrevista exclusiva aos promotores da apresentação do grupo no Brasil. O quinteto sueco toca no próximo dia 27, no Hangar 110, em São Paulo, e promete um espetáculo imperdível!

Slayer: "Raining Blood" é brutal, mesmo com a bateria da Barbie

Iron Maiden: banda cai no riso em show nos EUA de 2008

A abertura do show fica a cargo do OF THE ARCHAENGEL, que divulga seu álbum de estreia ‘The Extraphysicallia’.

Os ingressos para o show do KATATONIA estão à venda pela Ticketbrasil (www.ticketbrasil.com.br) e demais pontos de vendas credenciados. Confira a seguir parte da entrevista, conduzida por Samuel Fortunatto:

No dia 27 de fevereiro, o Katatonia fará sua primeira apresentação no Brasil, mais especificamente na cidade de São Paulo, que também é conhecida como "A cidade que nunca dorme". Encontramos aqui uma possível conexão com o título de seu mais recente full length. Poderia nos falar mais a respeito da ideia por traz do título "Night is a New Day"?

Daniel Liljekvist: Sim, este título faz parte daquele tipo em que "cada um faz a interpretação que quiser dele". Quero dizer, se alguém acha que existe uma ligação com São Paulo, por exemplo, ninguém irá discutir sobre isso! Cada um terá a sua própria versão.

No Brasil, muitos já aguardam pela vinda da banda há muitos anos, e ouvimos rumores anteriores sobre a primeira turnê sul-americana do Katatonia, incluindo o Brasil em sua rota. O que houve no passado que impossibilitou esta tão aguardada visita?

Daniel Liljekvist: Bem, nós sempre quisemos ir à América do Sul, mas tivemos no passado um empresariamento ruim, ou melhor NENHUM empresariamento, para ser mais exato. Tivemos também ofertas para tocarmos em shows isolados anteriormente, mas nosso desejo era de fazer também outras datas. Queríamos mesmo uma turnê, mas não conseguimos organizar isso por nós mesmos. Contudo, como hoje em dia somos muito mais organizados, felizmente a turnê se tornou realidade.

Todos os seus fãs estão plenamente habituados com a sonoridade contemporânea da banda, mas ainda existe uma parcela significativa deles que tem o desejo de ver o Katatonia re-visitar alguns temas de seus primeiros anos de existência, incluindo vozes guturais. Essa não poderia ser uma excelente forma de recompensa aos fãs brasileiros e sul americanos, em geral, por sua longa espera em vê-los?!

Daniel Liljekvist: Sim, isto realmente acontece muito conosco! Mas cabe lembrar que olhando toda a nossa trajetória nós já fizemos, até agora, mais álbuns sem vocais guturais do que com estes vocais, e a voz de Jonas não é mais usada para cantar desta forma. Mas ei, nós teremos coisas especiais que vocês poderão desfrutar nessa turnê! Incluiremos, sim, com certeza, algumas canções mais antigas no set que faremos em seu país!

Para conferir a entrevista completa, acesse o hotsite:
www.katatoniabrasil.com

Serviço:
KATATONIA (Suécia)

Data: Domingo, 27 de Fevereiro de 2011, às 19h
Local: Hangar 110 – Rua Rodolfo Miranda, 110 – São Paulo (próx. Metro Armênia)
Abertura: Of The Archaengel (SP)
Ingressos: R$70 (01ºLote) / R$90 (02ºLote) – promocionais e estudantes.

Mais Informações: www.katatoniabrasil.com
Realização: Agencia Sobcontrole

Para conhecer a banda de abertura, visite:
www.myspace.com/ofthearchaengel




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Slayer: Raining Blood é brutal, mesmo com a bateria da BarbieSlayer
"Raining Blood" é brutal, mesmo com a bateria da Barbie

Iron Maiden: banda cai no riso em show nos EUA de 2008Iron Maiden
Banda cai no riso em show nos EUA de 2008


Sobre Débora Brandão

Responsável pela Metal Media Management, cresceu ouvindo clássicos do Rock n' Roll e Heavy Metal por influência de seus pais. Em 2007 iniciou sua carreira na área da música trabalhando em uma gravadora nacional e fundando uma assessoria de comunicação voltada a bandas de Rock/Metal. Hoje, com grandes nomes no Roster, a Metal Media é uma das empresas que mais apoia e acredita no Metal Nacional.

Mais matérias de Débora Brandão no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin