Warrant: "o mundo é grande para todos os estilos"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por João Renato Alves, Fonte: Blog Van do Halen
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 02/05/11. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

O guitarrista do WARRANT, Erik Turner, concedeu entrevista à revista australiana Loud. Confira alguns trechos do bate-papo.

1043 acessosWarrant: "Ideal seria que Jani Lane estivesse vivo e cantando"5000 acessosVelocidade: Top 10 de músicas de Metal para ser multado

Provavelmente algumas pessoas estão supresas que o Warrant ainda exista.

Vivemos em nossa própria bolha chamada Estados Unidos da América. Fazemos uma média de 50 a 75 shows por ano lá. Não somos tão populares como antigamente, mas fazemos vários festivais e cassinos. Estou feliz por ter mantido o sonho vivo por todos esses anos, mesmo não tendo tocado muito fora de lá. Vamos ao México e Canadá de vez em quando, mas o foco maior é nos Estados Unidos mesmo.

Eu ia lhe perguntar sobre o grunge, pois faz vinte anos que saiu "Nevermind", do Nirvana, considerado por muitos como o marco da morte do ‘Hair Metal’. Obviamente você escutou o disco quando saiu. O que achou?

Adorei, era um grande álbum. Mas, obviamente, não gostei do fato que a indústria passou a vender só aquele tipo de música. Uma pena, pois o mundo é grande o suficiente para todos os gêneros, seja grunge, dance, rap, pop ou rock. Na América eles não promovem a música no mérito. Vendem como se fosse pasta de dente, apenas um produto.

Isso serve ao Warrant também? Vocês eram apenas outro produto para eles?

Sim. Se a indústria fosse uma igreja, seríamos todos excomungados. Não seríamos mais convocados a se ajoelhar diante do altar, éramos as prostitutas da vez. É engraçado, mas verdadeiro. Começaram procurar apenas bandas que soassem como o Nirvana. E havia outros grupos legais, como o Soundgarden e o Alice In Chains, que eu adoro. Aliás, a ironia é que o Alice In Chains conseguiu um contrato para gravar justamente após abrirem uma turnê nossa.

Ainda lhe frustra o fato de que muitos o conhecem apenas por “Cherry Pie”?

Não, na verdade me sinto um sortudo. Ironicamente, não foi nossa melhor posição nas paradas, foi “Heaven”. Mas por algum motivo, o que marcou foi “Cherry Pie”, talvez pelo clipe. Ainda a tocamos todas as noites, considero isso algo bom.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

1043 acessosWarrant: "Ideal seria que Jani Lane estivesse vivo e cantando"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Warrant"

WarrantWarrant
Guitarrista expõe drama com Jani Lane

Hair MetalHair Metal
Os maiores cabelos da história do rock pesado

Strip-TeaseStrip-Tease
Algumas canções que combinam com o tema

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Warrant"

VelocidadeVelocidade
Top 10 de músicas de Metal para ser multado

MetromixMetromix
A lista dos vocalistas mais irritantes do rock

SlashSlash
Um dia Michael Jackson ficou puto com ele?

5000 acessosRolling Stone: As 500 melhores músicas segundo a revista5000 acessosCâncer na língua: Os músicos que sofreram deste mal5000 acessosMr Catra: Uma lista das suas maiores influências no rock (vídeo)5000 acessosDoc Martens: Rockstars mortos em propaganda de sapatos5000 acessosJimi Hendrix: fotos raras da época em que era inquilino de Ringo Starr3980 acessosAlice In Chains: quando Jerry foi detido armado no aeroporto

Sobre João Renato Alves

27 anos, jornalista formado pela Universidade de Cruz Alta. Kissmaníaco inveterado, um verdadeiro apaixonado pela banda de Gene Simmons e Paul Stanley. Idolatra com quase a mesma paixão Queen, Van Halen e Black Sabbath. Aprecia desde o Rock dos anos 50 (Elvis, Little Richard, Chuck Berry, entre outros) e 60 (Beatles, Rolling Stones, The Who, Led Zeppelin...), Hard Rock dos 70's (AC/DC, Deep Purple, Alice Cooper...) e 80's (Mötley Crüe, Def Leppard, Europe, Talisman...), Metal Tradicional (Judas Priest, Dio, Ozzy...), NWOBHM (Iron Maiden, Saxon, Angel Witch...) e Thrash oitentista (Slayer, Destruction, Kreator...). Já teve um programa de rádio, chamado "Lavagem Cerebral", na Unicruz FM. Solteiro e seguidor das idéias de Gene Simmons em relação ao casamento.

Mais matérias de João Renato Alves no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online