Chili Peppers: "pensei que a banda acabaria sem Frusciante"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Samuel Coutinho, Fonte: ultimateclassicrock.com, Tradução
Enviar Correções  

Em uma nova entrevista centrada no próximo álbum do RED HOT CHILI PEPPERS, "I’m With You", o baixista Flea admite que inicialmente pensou que poderia ser melhor que a banda encerrasse suas atividades, do que continuar depois que o guitarrista John Frusciante deixou o grupo.

Chad Smith: como foi gravar com Ozzy, que está frágil, mas domina piadas de peido

Black Sabbath: o dia em que Tony Iommi quase matou Bill Ward

No entanto, uma vez que o choque inicial da partida de Frusciante tenha desgastado a banda, Flea disse que sua paixão pela banda foi maior. "Frusciante nos ajudou como compositor, como músico e como um ser humano. E pensei que não seria legal continuar a banda sem ele", disse Flea em entrevista ao Stereogum. "No entanto, meu amor pela banda superou tudo isso, Anthony Kiedis (vocalista) sentiu o mesmo, quero continuar fazendo isso".

Uma vez que o RHCP decidiu continuar, Flea foi o único que se aproximou de Josh Klinghoffer, substituto de Frusciante. "Nós ainda soamos como o Red Hot Chili Peppers, mas é realmente muito diferente", explica Flea. "Josh é um músico muito textural, poético e sublime, e ele acrescentou um ângulo diferente de tudo que já fizemos antes. Então, estamos apenas reagindo a ele, e isso nos faz diferentes no nosso modo de tocar, e é ótimo".

Como relatado anteriormente, os Chili Peppers irão lançar seu mais novo álbum "I’m With You", no dia 30 de agosto. A banda agendou uma série de datas para uma turnê no exterior, que começará com um show no dia 09 de agosto em Hong Kong.


adWhipDin adWhipDin