Cathedral: "vamos terminar da maneira que começamos"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Mayara Puertas, Fonte: Blog The True Metal
Enviar correções  |  Ver Acessos

Brendan Crabb, da revista Australia's Loud, recentemente conduziu uma entrevista com Lee Dorrian, vocalista da banda de doom metal CATHEDRAL, que falou sobre o lançamento do último álbum da carreira da banda. Alguns trechos da conversa seguem abaixo:

Cathedral: Um mundo invertido em que excessos são permitidos e apreciaLars Ulrich: jucando no camarim do Guns N' Roses

Australia's Loud: O que você diria sobre novo álbum? Será gravado e lançado em 2012?

Dorrian: "Estamos planejando começar a gravar em abril. Queremos lançá-lo no próximo ano. Quando voltarmos da Austrália, teremos um bom e sólido mês para trabalhar nossas canções. Nós esperamos lançá-lo em setembro / outubro de 2012 eu vou ver Dave Patchett neste fim de semana, me sentar com ele e pensar nos conceitos para a capa do álbum."

Australia's Loud: E como vai soar o próximo CD?

Dorrian: "Musicalmente, realmente eu acho que vai ser muito mais pesado e mais destruidor... mais influente do que qualquer outra coisa que fizemos nos últimos anos. Mas também vamos usar alguns elementos de progressivo. Eu não quero prometer muito, mas provavelmente vai ser um pouco mais pesado. Nós vamos colocar a "mão na massa" com a produção. Este é o nosso último álbum, por isso queremos sair com um estrondo e mostrar do que somos capazes. Os dois últimos álbuns (com o produtor Warren Riker) foram grandes transformações. Tivemos produtores no passado que nos davam idéias, e alguns produtores apenas davam de ombros, ou riam. Warren era grande, mas nós queremos fazer o último grande registro do Cathedral como se fosse o primeiro álbum. Muita gente pensou que éramos loucos ao fazer um álbum como o de 1991 ("Forest Of Equilibrium"). As pessoas nos perguntavam o que estávamos fazendo. Estavamos indo na contramão do que estava acontecendo na época. Então vamos terminar da maneira que começamos."

Australia's Loud: E seus planos pós- CATHEDRAL? Pretende se dedicar a sua gravadora Above Records?

Dorrian: "Eu tenho feito isso há mais de 20 anos. É um trabalho em tempo integral realmente, eu serei capaz de dedicar muito mais tempo para isso... nós não vendemos milhões de discos, mas ainda estamos aqui. Estamos deixando um testamento... tocamos isso por amor a música e eu acho que as pessoas não estão se importando muito com isso. Nós tentamos fazer lançamentos especiais para os fãs em vinil. Eu compro CDs de bandas desde meus oito nove anos, eu penso como um fã, e como eu gostaria de ter essas coisas. Eu passo muito tempo pensando sobre isso. Se o Rise Above não fosse um selo meu, eu certamente seria fã dos trabalhos deste selo."

Australia's Loud: Os problemas atuais da indústria musical, incluindo downloads ilegais, têm afetado a Rise Above?

Dorrian: "Apesar de todo o caos no setor e as pessoas dizendo que o download está matando a indústria, as grandes gravadoras deviam dar mais atenção aos gostos do público, realmente há prós e contras de fazer o download. Existem pessoas que gostam de ter um artefato, uma cópia física da gravação em suas mãos. Nós temos um público constante em todo o mundo que compra nossos CDs. Nos últimos anos, nós vendemos a maioria dos registros. Os selos normalmente não se preocupam com coisas como produção ou obra de arte. Normalmente não há muita interação entre selo e público. Se o trabalho é apresentada de uma forma honesta e acessível, eu acho que as pessoas respondem positivamente. O álbum número 1 nas paradas essa semana você pode comprar no supermercado juntamente com o seu rolo de papel higiênico. Para comprar os nossos lançamentos, você tem que descobrir uma maneira de como comprá-los."

Australia's Loud: Quais seriam seus possíveis futuros empreendimentos musicais?

Dorrian: "Qualquer novo projeto musical será espontâneo. Uma vez que o CATHEDRAL tenha acabado, eu quero sentar e passar alguns meses ou até mesmo um ano, refletindo sobre o que a banda fez. Quando você está na ativa, você está sempre tão ocupado, você está sempre tendo que pensar na próxima coisa que vai lançar para a banda, então será bom dar um tempo e refletir".




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Cathedral"


Cathedral: Um mundo invertido em que excessos são permitidos e aprecia

Lars Ulrich: jucando no camarim do Guns N' RosesLars Ulrich
Jucando no camarim do Guns N' Roses

Pink Floyd: Perguntas e respostas e curiosidadesPink Floyd
Perguntas e respostas e curiosidades

Led Zeppelin: a inspiração por trás de KashmirLed Zeppelin
A inspiração por trás de "Kashmir"

Whiplash.Net: O site protege algumas bandas e prejudica outras?Whiplash.Net
O site protege algumas bandas e prejudica outras?

Marilyn Manson: 7 coisas que você não sabia sobre eleMarilyn Manson
7 coisas que você não sabia sobre ele

Freddie Mercury: censura de grupos muçulmanosFreddie Mercury
Censura de grupos muçulmanos

Sepultura: conheça o ônibus de turnê da bandaSepultura
Conheça o ônibus de turnê da banda


Sobre Mayara Puertas

Vocalista, amante de metal extremo, editora do blog "The True Metal" e resenhista do blog "Metal Force". Tive também participações em matérias do blog "Rafark Metal 666" e "Up Down Core". Trabalho com arte gráfica, e utilizo Web para promover e divulgar bandas do cenário nacional, seja via twitter, Facebook ou Orkut. Twitter: @ellenaurille. Facebook: Mayara Puertas Alecrim.

Mais matérias de Mayara Puertas no Whiplash.Net.

adClioIL