Megadeth: "as pessoas perguntam muito sobre nossa fé"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Samuel Coutinho, Fonte: greatfallstribune.com, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 18/02/12. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Pat Douglas do GreatFallsTribune.com conduziu uma entrevista recente com o baixista do MEGADETH, David Ellefson. Alguns trechos da conversa seguem abaixo.

649 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa5000 acessosDeath Metal: as 10 melhores bandas de acordo com a AOL

Sobre a 10 nomeação do Megadeth ao Grammy, desta vez na categoria "melhor performance de hard rock/metal" para o single, "Public Enemy No. 1" (o prêmio acabou indo para FOO FIGHTERS):

Ellefson: "Eu conheço vários fãs de metal que queriam que o Megadeth ganhasse, porque nós somos uma banda de metal, claro. Seria bom ganhar, não vou mentir. Para ser honesto com você, só o fato de ser indicado já foi uma coisa boa. Ser convidado a voltar para a festa é muito legal. O metal é um movimento muito contestatário e ao fato de que essa organização ainda nos acolhe, para mim, não há o que discutir o que a nossa música e especialmente o metal e os nossos fãs, significam".

Sobre o relacionamento com o METALLICA, SLAYER e a participação nos shows com o "Big Four":

Ellefson: "Foi uma intervenção quase divina. Não apenas o fato de Dave Mustaine e eu termos feito as pazes... mas de que Dave tenha feito as pazes com o Slayer e o Metallica, agora tudo é diferente porque não temos mais essa competição. Todos nós já fizemos a nossa parte e mostramos a nossa marca para o mundo. Nós já chegamos ao topo da colina e vimos o que tem do outro lado, agora podemos nos unir mais como irmãos com nossas armas e lutar pela mesma causa em vez de lutar uns contra os outros".

Sobre como ele e Mustaine renovaram o seu interesse no cristianismo nos últimos anos (Mustaine tem discutido abertamente ser um devoto cristão nascido de novo e Ellefson está estudando para o ministério através do Sínodo da Igreja Luterana em Missouri):

Ellefson: "É muito engraçado, não acha? quando você está na luta (sem Deus), a batalha é bem mais difícil. Mas quando você se entrega a ele e o abraça, você se transforma e é guiado para seguir sempre em frente, não apenas no sucesso, mas na facilidade. De repente se você não opera a partir de um objetivo de estar sempre disposto e encarar os medos, você começa a ir rio abaixo, em vez de sempre seguir adiante. Quando você começar a fugir dos seus negócios dando lugar ao medo, você fica contra si mesmo".

Sobre se o Megadeth colocaria o cristianismo em suas composições:

Ellefson: "Você pode ser uma pessoa com fé e ser íntegro e obediente ao seu criador e ainda não fazer tudo o que é dito ou não fazer músicas de adoração. Existe um erro em que se você é um cara do metal, você só pode cantar sobre o diabo e se você é um cara da igreja você só tem que cantar sobre o Senhor. É um estereótipo imperfeito. A única razão pela qual falamos sobre nossa fé é porque as pessoas nos perguntam sobre isso. A turnê do Megadeth não é uma cruzada. Nós não estamos em alguma missão".

Leia a entrevista completa (em inglês) no GreatFallsTribune.com.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

MegadethMegadeth
Dave Mustaine classifica os guitarristas da banda

649 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa473 acessosMarty Friedman: ouça "Miracle", single do novo álbum solo3378 acessosMetallica: e se James Hetfield cantasse no Megadeth?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Megadeth"

SlayerSlayer
"Tenho orgulho de juntar as galeras do Punk e Metal!"

Dave MustaineDave Mustaine
Sem Steven e Izzy não é uma reunião do GNR

HumorHumor
Quais são os rockstars mais chatos do mundo?

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Megadeth"

Death MetalDeath Metal
As 10 melhores bandas de acordo com a AOL

Sexo e rock n rollSexo e rock n' roll
Banda grava e vende pornô para bancar despesas

Por poucoPor pouco
15 rockstars que quase partiram dessa para uma melhor

5000 acessosMetallica: noiva toca "Master..." na bateria no casamento5000 acessosMegadeth: Electra mostra para Kiko como está fera no Português5000 acessosEm 08/03/1995: Ingo Schwichtenberg, baterista do Helloween, comete suicídio4963 acessosSlipknot: Clown está maravilhado com a persistência de Corey4666 acessosMegadeth: alguns fãs só querem ouvir as músicas mais pesadas5000 acessosIron Maiden: a história por trás da música "To Tame A Land"

Sobre Samuel Coutinho

Nascido no interior de SP no dia 15/12/1986, em uma cidade chamada Ilha Solteira, Samuel Coutinho se entregou ao heavy metal logo na adolescência. Seu forte sempre foi o heavy metal melódico, variando desde o prog-metal até ao power-metal.

Mais matérias de Samuel Coutinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online