Andre Matos: entrevista do músico para o OnStage

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Mateus de Bem, Fonte: OnStage
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 27/05/12. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?


ANDRE MATOS vocalista e compositor, concedeu entrevista ao blog OnStage comentando sua carreira, turnê com o VIPER, e muito mais, confira abaixo um trecho:
93 acessosAltair: comédia diabólica de Progressive/Power Metal5000 acessosIron Maiden: a música "Wasting Love" é um Plágio?

OnStage: Parece que o ano de 2012 reserva boas surpresas aos seus fãs antigos com a turnê To Live Again Tour, rememorando seu tempo com a banda Viper. Conte-nos um pouco mais dessa história de reavivar a época do Viper?

Andre Matos: Bem, essa foi uma idéia que nós, ex-membros do Viper, os remanescentes da formação original, tivemos, pois, independente das nossas carreiras e tudo que ocorreu ao longo dos anos, nós nos mantivemos amigos, vizinhos de bairro, em São Paulo. Ou seja, volta e meia nós nos encontrávamos para bater papo e sempre voltava à tona essa idéia de fazer alguma coisa comemorativa, fazer algo para valer juntos. Há uma fase anterior em que o Viper voltou com outro vocalista, o Ricardo Bocci, que era um excelente cantor, e lançou o disco de inéditas, All My Life, cujo álbum eu participei e realizei alguns shows como convidado. Com isso, o Viper estava em outra etapa com vocalista próprio, e eu super focado na minha banda solo, logo, a reunião com a banda não se faria possível. Mas eu sabia que passaria um período no Brasil, porque não estou morando o tempo todo aqui, e voltaria ao país para turnês da banda solo e da gravação do novo disco, cujo processo começará em breve. Com isso, eu teria essa disponibilidade e coincidiu de encontrar com o pessoal do Viper. Aliás, quem levantou muito essa questão da reunião foi o pessoal do site Wikimetal, porque são nossos amigos há muitos anos, quando do começo da banda. Eu me lembro que cada um dos integrantes fora entrevistado, um por vez, e nessas entrevistas se via muito claramente que havia em cada um a vontade de voltar trabalhar novamente juntos, mas a questão era: vontade nós temos, no entanto, não sabemos quando e como. E foi questão de alguns meses atrás que nos encontramos e veio à ideia definitiva de fazer a reunião com todos os membros originais, inclusive com o Yves Passarel.

OS: Mas o Yves não é membro do Capital Inicial?

Andre: Sim! Ele está no Capital há dez anos e a banda tem uma agenda fixa com shows marcados pelo ano inteiro, então, nessa reunião ele colocou para a gente: ‘quero muito participar, claro, por uma questão de amizade e afinidade, mas não poderei participar de todos os shows, porque tenho compromissos marcados há mais de seis meses e não posso faltar’.

OS: Que atribuição de valor e responsabilidade você agrega a ambos os discos (sobre os discos 'Soldiers of Sunrise' e Theatre of Fate') na formação do cenário metálico brasileiro?

Andre: Eu não quero puxar a sardinha para nossa brasa dizendo que nós éramos os únicos porque não os fomos. Antes de nós o pessoal do Stress, Dorsal Atlântica, Sepultura, Vulcano, Santuário, Centúria, Salário Mínimo, etc, já tinham lançado seus discos e essas bandas que devem ser lembradas e veneradas por quem se interessa pela origem do movimento. A diferença é que nós começamos com uma idade tenra, vamos dizer assim. Eu comecei com treze para catorze anos; o Pit tinha quinze, ou seja, todo mundo variando entre catorze a dezesseis. Éramos garotos querendo fazer musica, querendo fazer metal.

Leia a matéria completa no link abaixo:

http://rockonstage.blogspot.com.br/2012/05/andre-matos-voz-d...

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 27 de maio de 2012

AngraAngra
Em vídeo, Rafael revela nome e conceito do novo álbum

93 acessosAltair: comédia diabólica de Progressive/Power Metal741 acessosAngra Fest: com Massacration, Geoff Tate, Noturnall e outros0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Angra"

Kiko LoureiroKiko Loureiro
Afastamento do Angra começou antes do Megadeth

MegadethMegadeth
Dave Mustaine não está feliz com os improvisos de Kiko?

AngraAngra
Rafael Bittencourt fala de racismo, carnaval e Megadeth

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Andre Matos"0 acessosTodas as matérias sobre "Angra"0 acessosTodas as matérias sobre "Shaman"0 acessosTodas as matérias sobre "Viper"

Marc Ferr?Marc Ferr?
A música "Wasting Love", do Iron Maiden, é um Plágio?

Dinheiro não é tudo mas ajudaDinheiro não é tudo mas ajuda
5 Rock Stars que nasceram ricos

Ricardo ConfessoriRicardo Confessori
"Iron Maiden, aposenta logo!"

5000 acessosLars Ulrich: "Eu era o maior fã do Iron Maiden"5000 acessosAerosmith: Tyler acha que Kiss é banda de história em quadrinhos5000 acessosMetallica: a letra que fez Hammett e Hetfield chorar5000 acessosTributo a Rhoads: Tankian, Morello e Appice tocam "Crazy Train"5000 acessosGhost: "O riff mais Heavy Metal que já existiu"5000 acessosHeavy Metal Pop Covers: versões pesadas de clássicos

Sobre Mateus de Bem

Nascido em 1994, conheceu rock ´n´ roll em meados de 2009 através de uma grande banda Guns N´ Roses depois disso não parou mais. Escuta além de Guns: Metallica, Angra, Muse, Shaman, Black Sabbath, Manowar, Kiss, Viper antigo, e muito mais da boa música pesada.

Mais matérias de Mateus de Bem no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online