Kiss: "a banda é maior que seus integrantes"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Igor Miranda, Fonte: Van do Halen
Enviar correções  |  Comentários  | 

Em entrevista ao San Diego Union-Tribune, Paul Stanley comentou assuntos relativos ao KISS. Seguem trechos.

3755 acessosPaul Stanley: "guitarristas não aprendem a fazer base"5000 acessosHeadbangers: o preconceito mostrado em vídeo bem-humorado

Sobre continuar a banda com outros integrantes no futuro, sem ele e Gene Simmons.

Paul Stanley: “A banda é maior que seus integrantes. Só precisa, nesse caso, de quatro boas mentes com visual semelhante e talento para dar continuidade ao KISS. Faz sentido para mim. Pode não fazer sentido para outras bandas, mas não somos como as outras bandas. Não vivemos essas regras. Nunca tivemos”.

Sobre a idade avançada.

Paul Stanley: “Sou bom no que faço. Mas não penso ser a única pessoa capaz de fazer o que faço. Não falo sobre algum clone, mas alguém com a mesma paixão pela música que eu. Então, estaria eu prevendo que algum dia não estarei mais aqui? Com certeza. Não é amanhã ou semana que vem. Mas quando acontecer, serei celebratório. Isso irá provar que eu estava certo e que o KISS é exatamente o que acredito ser: um ideal, uma forma de se apresentar, um ponto de vista. É uma atitude e o respeito e amor pela nossa audiência”.

Sobre uma possível reunião com os integrantes originais.

Paul Stanley: “Nunca! Houve tantas oportunidades e tantas chances. Muitas pessoas têm a sorte de ganhar na loteria uma vez. Quando você ganha duas vezes e joga fora, as oportunidades se foram. Tudo o que eles (Ace Frehley e Peter Criss) fizeram, colocaram em perigo o que eu fiz. Aqueles que não aprendem com o erro, estão predestinados a fracassar repetindo-o. O espírito dessa banda quando foi fundada continua intacto e vivo como sempre. Não é por causa de membros individuais, mas pelas pessoas que vivem o KISS”.

Sobre envolvimento com drogas ou álcool, sempre evitado por ele e Simmons.

Paul Stanley: “A ideia de auto-preservação, para mim, é essencial. Não precisamos nem citar Jim Morrison ou Jimi Hendrix. Podemos citar Billie Holiday. As drogas matam sua sinceridade, seu espírito, sua criatividade, seu prazer em viver. É como uma prisão sem grades. Não há romantismo nisso. As únicas pessoas que enxergam romantismo nisso são os críticos, que gostam de romantizar enquanto seus heróis se destroem”.

Comente: Você acha que o Kiss é maior que seus integrantes?

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 13 de agosto de 2012
Post de 01 de abril de 2017

Paul StanleyPaul Stanley
"Guitarristas não aprendem a fazer base"

457 acessosAce Frehley: "Anomaly" ganha versão deluxe; ouça música inédita749 acessosKiss: bicicleta de triathlon em edição limitada0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Kiss"

Vinnie VincentVinnie Vincent
As fotos que ele não queria que você visse

KissKiss
Veja o convite do casamento de Gene Simmons

KissKiss
Empresa de Las Vegas lança limusines da banda

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Kiss"

HeadbangersHeadbangers
O preconceito mostrado em vídeo bem-humorado

SlipknotSlipknot
12 histórias que retratam o quão insana a banda é

CretinCretin
Transexual rompe barreiras no metal extremo

5000 acessosCorey Taylor: sonhando com sexo grupal com Lita Ford e Doro Pesch5000 acessosBruce: "Olhei para Di'Anno e pensei que deveria estar lá!"5000 acessosU2: as 10 melhores músicas de todos os tempos da banda5000 acessosA Vida Pós-bilau: vocalista do Life of Agony abre o jogo3846 acessosMetaleiro: popularizado no 1º RIR, termo continua polêmico5000 acessosMetallica: o que Andreas Kisser achou do "Hardwired?"

Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e apaixonado por rock há mais de uma década. Começou a escrever sobre música em 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Atualmente, é redator-chefe da área editorial do site Cifras e mantém um site próprio (www.IgorMiranda.com.br). Também co-fundou o site Van do Halen, para o qual trabalhou até 2013 – apesar de ainda manter por lá uma coluna semanal, chamada Cabeçote.

Mais informações sobre Igor Miranda

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online