Lojas de Discos: elas voltarão - e você será o dono

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa del Nacho
Enviar correções  |  Ver Acessos


Nós achamos que conceitos como mini-lojas de discos e revenda de produtos físicos/tangíveis para fás tivesse sido derrubado muitos anos atrás. Afinal de contas, o crescimento contínuo e global de empresas como iTunes, Amazon e Spotify subverte o engarrafamento e as dificuldades que os colecionadores sempre tiveram para achar certos produtos. A história não ruma para um mundo de poucos e gigantescos vencedores ao invés de um oceano de micro-varejistas especializados?

Fotos de Infância: Kurt Cobain, do NirvanaMúsica Brasileira: Quais os discos mais vendidos da história?

Talvez haja uma perspectiva para a qual não estejamos prestando atenção. Entre no site reKiosk, cujo modelo gira em torno de lojas digitais criadas por usuários, para o comércio de livros e música independentes, assim como outros bens como filmes de curta-metragem.

"Queríamos recapturar a experiência pessoal, independente e enriquecedora de visitar uma loja de discos na esquina, ou a livraria do bairro, e trazê-la para o mundo digital."

A idéia é bem o que você espera do conceito: funde uma loja especializada, pegue um bando de itens para revender, e pegue uma porcentagem de lucro muito maior. O que significa que ao invés da Apple pegar 30 por cento, o revendedor menor pega 30 por cento [25 depois de impostos e taxas].

Mas o que esse serviço oferece realmente? Supre a falta do que? Uma coisa é a personalidade, ou falta de personalidade dos grandes varejistas. Com certeza há cuidado e orientação de conteúdo dentro das aplicações musicais para o grande público, mas talvez não o suficiente: por exemplo, o conteúdo independente está disponível no iTunes, mas em termos práticos, está completamente soterrado em meio a uma avalanche de 28 milhões de músicas. O que quer dizer que um blogueiro carismático pode divulgar essas obras, e receber bem mais do que uma taxa de indicação.

Mas até ai, as bandas vendem seu próprio material em seus próprios sites, sem contar mídias como o Facebook. E os fãs de blogs e certos blogueiros com freqüência experimentam, mas não compram. De fato, se há uma compra a ser feita, ela geralmente vai pra onde já há um registro de cartão de crédito - iTunes, Amazon, etc. - o que é parte da história do porquê projetos como Snocap, Passalong Networks, Burnlounge e outros se tornaram defuntos.

Do lado animador, outras empreitadas corajosas ainda estão vivas, incluindo a ReDigi. E um dos patronos por detrás do reKiosk é Benji Rogers, CEO de outra idéia outrora exótica, a Pledge Music.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Indústria Musical"


Grã-Bretanha: o mapa do rock no Reino UnidoGrã-Bretanha
O mapa do rock no Reino Unido

Estúdios: outros 10 que você deve conhecer antes de morrerEstúdios
Outros 10 que você deve conhecer antes de morrer

O Som do LP de vinil é superior?: Sabe de nada, inocente!O Som do LP de vinil é superior?
Sabe de nada, inocente!


Fotos de Infância: Kurt Cobain, do NirvanaFotos de Infância
Kurt Cobain, do Nirvana

Música Brasileira: Quais os discos mais vendidos da história?Música Brasileira
Quais os discos mais vendidos da história?

Roqueiro poser: 100 regras essenciais para se tornar umRoqueiro poser
100 regras essenciais para se tornar um

Kiss x Secos & Molhados: o fim da polêmicaKiss x Secos & Molhados
O fim da polêmica

Compridas: As músicas mais longas de grandes bandasCompridas
As músicas mais longas de grandes bandas

AC/DC: família Young é uma das mais ricas da AustráliaAC/DC
Família Young é uma das mais ricas da Austrália

Gary Holt: Não sou algum cara do New Metal tocando com o SlayerGary Holt
"Não sou algum cara do New Metal tocando com o Slayer"


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

adClioIL