Peter Criss: baterista fala sobre Kiss, Ace, grana e poder

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Fernando Portelada, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 


676 acessosEm 25/07/1980: Eric Carr subia ao palco pela primeira vez com o Kiss5000 acessosMichael Kiske: "O Iron Maiden vende a morte às pessoas!"

O primeiro baterista do KISS, Peter Criss, foi entrevistado na edição de 23 de outubro de 2012 do "The Opie & Amthony Show" na rádio SiriusXM. O assunto em pauta foram suas recém lançadas memórias "Makeup To Breakup: My Life In And Out Of Kiss".

Sobre o momento que ele percebeu que haveriam problemas e embates de ego com outros membros, durante sua permanência no KISS:

Peter: Três, quarto… cinco anos. Eu comecei a a sentir (o guitarrista/vocalista Paul Stanley e o baixista/vocalista Gene Simmon) querendo o poder. Quanto mais subíamos a escada da fama, mais eu podia sentir tudo balançar para o Sr. Simmons e Stanley. Ace e eu não conseguíamos expor nossas ideias musicais.

Peter: É engraçado. Eu escrevi o maior hit da banda, e enquanto isso eu sempre estava sendo deixado de lado para essas coisas.

Peter: Então, foi uma batalha, e eventualmente, eu não tive a ótima educação que os outros dois caras provavelmente tiveram, então eles começaram a fazer jogos mentais. Eu não gosto de jogos, eu gosto de pessoas verdadeiras. [...] E deixe eu lhe dizer, isto tem um preço. Eu sinto hoje que ainda sou uma das casualidades da Guerra do rock and roll, porque todo dia é uma batalha por uma coisa ou outra, por dirigir a banda, ou ser o cabeça da banda. Eventualmente eles conseguiram o que queriam. E eu estava miserável.

Sobre como ele e seus companheiros de banda estavam na mesma sintonia quando começaram o projeto:

Peter: Eu pensei que éramos quase irmãos em armas. Eu pensei que todos queríamos a mesma coisa, queríamos fazer a mesma coisa, todos nós queríamos seguir a mesma estrada para o sucesso, mas isso mudou imensamente. Eu percebi até quando nos conhecemos (Gene e Paul),que eles tinham um negócio com alguma banda, mas os deixaram por estar em seus caminhos. Isso deveria me dar uma luz imediata, e a mesma coisa aconteceu quando estávamos juntos. E agora eles seguiram seus caminhos.

Sobre sua relação com Ace Frehley:

Peter: Eu teria feito qualquer coisa por Ace. Eu o defendi por todos estes anos. Eu estava ao seu lado. Gene costuma falar: ‘O seu melhor amigo nessa banda é Peter Criss. Ele sempre estará lá para você’. E partiu meu coração quando Ace partiu meu coração. No livro eu conto a história completa, mas em relação a reunião, em relação ao fim, eu estava devastado, cara. Eu não podia acreditar no que aconteceu. (Peter ficou supostamente magoado quando soube que Ace estava fazendo mais dinheiro que ele na "Farewell" tour.). E foi novamente sobre o grande e velho DINHEIRO. Dinheiro, dinheiro, dinheiro. Poder, poder, poder. Nunca é o suficiente para esses caras.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 14 de novembro de 2012
Post de 17 de maio de 2014
Post de 18 de maio de 2014

Paul StanleyPaul Stanley
"Guitarristas não aprendem a fazer base"

676 acessosEm 25/07/1980: Eric Carr subia ao palco pela primeira vez com o Kiss416 acessosGene Simmons: Na capa da revista britânica Heavy Music Artwork563 acessosMarcos de Ros: Gene Simmons, o Capitalista Malvadão509 acessosAce Frehley: "Anomaly" ganha versão deluxe; ouça música inédita0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Kiss"

Papai TruezãoPapai Truezão
Astros do Heavy Metal em fotos com seus filhos

Fotos de InfânciaFotos de Infância
Paul Stanley, do Kiss, muito antes da fama

DownDown
Kirk Windstein: "Se Gene Simmons peidar, eu compro!"

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Kiss"

Michael KiskeMichael Kiske
Ex-Hellowen: "O Iron Maiden vende a morte às pessoas!"

BeatlesBeatles
Tocando "Stairway To Heaven" no YouTube?

NirvanaNirvana
Lendário show no Hollywood Rock completa 20 anos

5000 acessosGibson: as dez melhores composições épicas do rock5000 acessosBlack Sabbath: Tony Iommi explica como tocar "Paranoid"5000 acessosR.E.M.: banda é dona da faixa que mais faz o homem chorar5000 acessosIron Maiden: Eddie é mais conhecido que Bruce Dickinson?2983 acessosNickelback: governo dos EUA acha a banda tão perigosa quanto o Slipknot?5000 acessosGuns N' Roses: o gosto musical conservador de Steven Adler

Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online