Pantera: divulgado trecho da autobiografia de Rex Brown

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Segue abaixo um dos primeiros trechos divulgados da vindoura autobiografia do baixista do PANTERA, REX BROWN.

"Official Truth, 101 Proof: The Inside Story of Pantera" chega às livrarias dos EUA no dia 12 próximo.

[...] "Em 'Vulgar Display of Power', a exigência pela complete perfeição sônica era o que almejávamos. Costumávamos sentar-nos juntos, desligar tudo na mesa, exceto pelas pistas de guitarra e de baixo, e ouvir às faixas com imensa concentração, prestar atenção a cada detalhe. De vezem quando eu testava minha habilidade ao baixo acompanhando a trilha e com certeza eu estava muito afiado. Era esse o tanto que estávamos entrosados e começamos a chamar esse processo de 'o microscópio', e daquele ponto em diante, aplicamos esse nível de rigor a tudo que fazíamos. Sim, éramos pesados e agressivos, mas os detalhes mais refinados tinham muita importância." - Rex Brown


Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal


GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Pantera"Todas as matérias sobre "Rex Brown"


Phil Anselmo: pouco se fodendo para haters de InternetPhil Anselmo
"pouco se fodendo" para haters de Internet

Pantera: histórias de horror na América do SulPantera
Histórias de horror na América do Sul


Rodolfo Abrantes: Raimundos como banda não me interessaRodolfo Abrantes
"Raimundos como banda não me interessa"

Metallica: garoto de 10 anos destrói com Enter Sandman em programa de TVMetallica
Garoto de 10 anos destrói com "Enter Sandman" em programa de TV


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336