Coverdale: ele não gosta que ninguém prejudique a imagem da banda

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Paulo Giovanni G. Melo, Fonte: Powerline, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 24/04/13. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?


1128 acessosJohn Sykes: capa e detalhes de novo disco solo do guitarrista5000 acessosDébil Metal: quando os fãs assustam os ídolos

Patrick Prince do site Powerline recentemente conduziu uma entrevista com o frontman do WHITESNAKE, David Coverdale. Alguns trechos do papo seguem abaixo.

Powerline: como as performances ao vivo estão cada vez mais se tornando referência, as bandas precisam entreter mais. Ao contrário dos velhos tempos de, digamos, DEEP PURPLE, quando você simplesmente subia lá e abusava de uma longa jam no palco. Você concorda?

Coverdale: isso diz respeito aos músicos. Sinto que o WHITESNAKE sempre trabalhou duro para o público e sempre fomos recompensados por isso. Não há nenhuma vergonha em entreter as pessoas, especialmente agora em tempos de desafios econômicos. Para ser honesto, qualquer coisa que qualquer um queira fazer no palco não tem consequências para mim. Só faço o que faço. Esperamos que os outros se divirtam tanto quanto a gente.

Powerline: ouvindo o catálogo do WHITESNAKE, sempre pareceu que há uma estrutura semelhante que une tudo. Será que o próximo álbum de estúdio irá seguir essa regra? Você tem escrito novo material para um disco de estúdio?

Coverdale: essa é a "identidade do WHITESNAKE". Forjada por anos de sofrimento, celebração, deboche e bancando a perversão. Sim, todos os velhos elementos familiares: Hard Rock, Blues, Rhythm and Blues... melodia e temas humanos com os quais qualquer um pode se identificar e se relacionar. E porque não? Nunca fui de "engarrafar" a banda.

Powerline: uma vez você disse que tinha encontrado o parceiro perfeito para composições em Adrian Vandenberg. Você espera que isso continue em algum ponto no futuro?

Coverdale: realmente. Adrian e eu escrevemos e colaboramos em algumas super canções. Assim como Doug Aldrich e eu estamos fazendo agora. Devo incluir Doug. Ele foi e tem sido um parceiro sensacional. Estou muito feliz com todos com quem estou envolvido agora e nem sequer imagino trabalhar com qualquer outra pessoa. Sem desrespeito, isso é para qualquer um dos meus companheiros.

Powerline: em uma entrevista para a revista Powerline em 1990, você disse: "muitas pessoas tendem a deixar suas personalidades, egos ou qualquer coisa assim interferirem em sua própria imagem. E isso é algo que tenho que conter. É uma equipe. E qualquer que seja a reputação, se eu tiver que ser um ditador, então tenho que me sentir confortável com isso". Você ainda tem que tomar esse tipo de atitude? Ou aqueles dias estão muito distantes?

Coverdale: não aprecio ninguém detonando a imagem do WHITESNAKE... então, sim, eu provavelmente ainda adotaria muito daquela filosofia. Estou firme, mas poderia traçar uma linha ditatorial. (risos)

Powerline: então, novamente, você comentou uma vez que "falar sobre música era como cantar sobre futebol; não faz muito sentido". Talvez seja melhor não se levar tão a sério?

Coverdale: concordo, mas deve se levar a sério se a situação exigir. O negócio da música não é todo de zoeira e de shows de Rock desleixados. Às vezes tenho que usar um chapéu de homem de negócios. Mas isso é bom. Posso dividir em compartimentos. Não deixo isso afetar o lado "divertido" das coisas.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 24 de abril de 2013

MudançasMudanças
10 bandas que não soam mais como em seus primeiros discos

1128 acessosJohn Sykes: capa e detalhes de novo disco solo do guitarrista0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Whitesnake"

Classic RockClassic Rock
Revista elege 100 melhores músicas de rock

Doug AldrichDoug Aldrich
Quando Ronnie Dio encarou um grandão no bar

Músicas RuinsMúsicas Ruins
Blog elege piores de grandes bandas do Rock/Metal

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Whitesnake"

Débil MetalDébil Metal
Quando os fãs assustam os ídolos

Capas de álbunsCapas de álbuns
A história das artes de alguns dos maiores clássicos

Zakk Wylde e Dave GrohlZakk Wylde e Dave Grohl
A treta por causa de canções para Ozzy

5000 acessosArnaldo Jr: Colecionador de ítens relacionados ao Metallica5000 acessosMetallica: a evolução de James Hetfield ao longo dos anos5000 acessosHard Rock - Aqueles que ficaram para trás - Parte 15000 acessosShow das Poderosas: pre-pare-se para uma versão metal4138 acessosBlack Label Society: strip foi fundamental para contratação de Dario Lorina5000 acessosIron Maiden: os 10 melhores clipes da história da banda

Sobre Paulo Giovanni G. Melo

Mineiro de Belo Horizonte. Fã de Hard Rock e Heavy Metal, especialmente a partir dos anos 80, não dispensa um disco ao vivo destes estilos. Entre várias de suas bandas preferidas estão Ratt, Aerosmith, Buckcherry, The Cult, Whitesnake, Whitecross, Guns N´ Roses e Motley Crue.

Mais matérias de Paulo Giovanni G. Melo no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online