Children Of Bodom: "nós nunca falamos como devemos soar"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Samuel Coutinho, Fonte: Metal da Ilha
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 19/05/13. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?


707 acessosRoope Latvala: depressão após "traição" do Children Of Bodom5000 acessosLed Zeppelin: a inspiração por trás de "Kashmir"

O Beyond The Watch conduziu uma entrevista recente com o guitarrista/vocalista Alexi Laiho, da banda finlandesa CHILDREN OF BODOM. Alguns trechos da conversa seguem abaixo.

Beyond The Watch: Vocês estão se preparando para lançar seu oitavo álbum de estúdio, "Halo Of Blood" (via Nuclear Blast no dia 11 de junho). Você pode nos contar um pouco sobre o disco e o que rolou na criação do álbum?

Alexi: Eu comecei a compor, eu acho, talvez em setembro passado, quando estávamos fora da estrada. Eu levei um mês ou algo assim e eu comecei a escrever e depois fomos para o estúdio finalizar, em dezembro, e tudo foi mixado e masterizado no final de fevereiro.

Beyond The Watch: Vocês parecem ter voltado com alguns sons familiares dos álbuns antigos, soa muito parecido como "Hate Crew Deathroll". Era seu objetivo tentar trazer esta sonoridade de volta ao Children Of Bodom? Especialmente tendo Mikko Karmila como engenheiro nas gravações de "Halo Of Blood" (que trabalhou em "Hatebreeder", "Follow The Reaper", "Hate Crew Deathroll")?

Alexi: Não, na verdade, nós nunca realmente planejamos as coisas com antecedência. Nós nunca falamos sobre como deveríamos soar ou o que deveríamos fazer em seguida. Quando eu comecei a compor as músicas, eu apenas limpei minha mente, largando tudo e deixando as coisas fluírem. Para mim, é a única maneira de compor música - deixe tudo sair de forma espontânea, daí você a mantém pura e original. Porque eu acho que precisa parecer que veio direto de seu coração ao invés de tentar agradar a todos.

Beyond The Watch: Como é que "Halo Of Blood" se compara a discografia do Children Of Bodom? O que tem de diferente neste novo álbum em comparação com os outros?

Alexi: Eu diria que é mais diversificado, porque ele tem a pegada old school do Children Of Bodom, mas também várias coisas novas. Algumas músicas são muito diferentes de qualquer coisa que tenhamos feito no passado, como a faixa-título - que é a canção mais rápida da história da banda - e nós temos a faixa "Dead Man's Hand On You", que é a canção mais lenta que já fizemos. É diferente em quase todos os níveis, de tudo que já fizemos antes. Portanto, tem esse tipo de coisa lá dentro que diferencia. Diversidade, entende?

Leia a entrevista completa (em inglês) no link abaixo.

http://www.beyondthewatch.com/mayhem-fest-preview-an-intervi...

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Rock e MetalRock e Metal
7 nomes de bandas que você pronuncia errado, parte 2

707 acessosRoope Latvala: depressão após "traição" do Children Of Bodom0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Children Of Bodom"

Children Of BodomChildren Of Bodom
Alexi não se atreveria a tocar Dire Straits

Tarja TurunenTarja Turunen
Vocalista reprova cover do COB no The Voice

Children Of BodomChildren Of Bodom
Natal, comilança, álcool e chutes no saco

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Children Of Bodom"

Led ZeppelinLed Zeppelin
A inspiração por trás de "Kashmir"

SinceridadeSinceridade
E se as capas de discos dissessem a verdade?

Tarja TurunenTarja Turunen
A agressão de um fã durante show no México em 2000

5000 acessosFrases de bandas: o que eles realmente querem dizer?5000 acessosEm 24/11/1991: Morre Freddie Mercury, aos 45 anos de idade5000 acessosJapão: conheça dez bandas japonesas de Metal5000 acessosCorey Taylor: HQs, "The Walking Dead", shows marcantes5000 acessosPantera: "fomos roubados por um diabo dum lunático"5000 acessosPra ouvir e discutir: os melhores discos lançados em 1991

Sobre Samuel Coutinho

Nascido no interior de SP no dia 15/12/1986, em uma cidade chamada Ilha Solteira, Samuel Coutinho se entregou ao heavy metal logo na adolescência. Seu forte sempre foi o heavy metal melódico, variando desde o prog-metal até ao power-metal.

Mais matérias de Samuel Coutinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online