Curitiba: Pedreira Paulo Leminski deve reabrir em dois meses

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva, Fonte: G1
Enviar Correções  

Segundo o G1, a Pedreira Paulo Leminski, em Curitiba, estaria quase pronta para ser reaberta nos próximos dois meses. O portal afirma em reportagem que a previsão é da empresa que venceu a licitação para administrar o espaço cultural, que deve voltar a receber pelo menos dois shows por mês até o fim do mês de agosto.

publicidade

Ainda segundo o site, o local estava fechada desde 2008, por conta de uma ação judicial de moradores do entorno do local, que reclamavam do barulho dos shows e da desordem que acontecia nos arredores nos dias em que estes aconteciam. A solução encontrada foi a restrição de horários e de números de shows, além de uma série de intervenções na área de segurança. Foram ampliados os acessos de entrada e saída de público, além da construção de escadas para saída de emergência. As escadas também servirão como mirante para turistas.

publicidade

Um dos primeiros shows que devem ser confirmados no local é o da banda IRON MAIDEN, que já anunciou o show como parte de sua turnê sul-americana, mas, muito provavelmente por causa do impasse relacionado a abertura do local, ainda não disponibilizou a venda de ingressos.

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Censura: 53 nomes que você não pode dizer em uma rádioCensura
53 nomes que você não pode dizer em uma rádio

Solos de guitarra: lista dos 50 melhores segundo a NMESolos de guitarra
Lista dos 50 melhores segundo a NME


Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin