Aerosmith: Steven Tyler é contra a liberação de remixes

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fernando Portelada, Fonte: Billboard, Tradução
Enviar Correções  

De acordo com a Billboard, o vocalista do AEROSMITH, Steven Tyler, e a advogada Dina LaPolt, enviaram uma carta ao escritório de marcas e patentes dos Estados Unidos, com oposição à criação da licença compulsória que permite a qualquer um fazer legalmente remixes e trabalhos derivativos sem pedir permissão dos compositores.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Com esta possível revisão de copyright atualmente percorrendo vários corredores do congresso, vários departamentos e ramos do governo do Estados Unidos estão investigando essa área. Em Julho, o Departamento de Comércio na Internet lançou um documento sobre esta política de copyrights e inovação na economia digital, que convidada todos a adentrar o processo de consulta e debate antes da redação da definitiva lei. Entre outras coisas este documento sugeria que os remixes poderiam encarar inaceitáveis impedimentos, e perguntavam se existia uma forma de suavizar este caminho, como talvez criar uma licença compulsória.

publicidade

Esta Força Tarefa afirmou que vai convencer uma série de mesas redondas a examinar este problema, mas na carta ao Escritório de Marcas e Patentes – uma agência do próprio governo – LaPolt e Tyler argumentaram que uma licença compulsória vai tirar os direitos de qualquer artista de designar a forma que sua música é usada: "Artistas podem, e devem, continuar a ter o direito de negar um uso que eles não concordem." Diz o pronunciamento. "Não há necessidade algum de impor uma licença compulsória que permite trabalhos derivativos, visto que o atual mercado está totalmente funcional."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Por exemplo, em 1986, o rapper Run-D.M.C gravou uma versão de "Walk This Way", do AEROSMITH. Como um cover, ele poderia ter requisitado uma licença compulsória para criar sua versão, mas ao invés disso, o músico trouxe Tyler e o guitarrista do grupo, Joe Perry, que autorizaram a música, no processo de criar "um dos trabalhos derivativos de maior sucesso dos tempos modernos."

"Uma licença compulsória para remixes, mash-ups e sampling é um passo longe demais", eles argumentaram em sua carta, entregue à Billboard.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Trollagem: quando as bandas decidem zoar com o playbackTrollagem
Quando as bandas decidem zoar com o playback

Cradle Of Filth: Dani Filth explica seu conceito de religiãoCradle Of Filth
Dani Filth explica seu conceito de religião


Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

Cli336 WhiFin Goo336 GooAdHor Cli336