Michael Schenker: "Eu não seria feliz substituindo Randy Rhoads"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 15/04/14. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

O site estadunidense LEGENDARY ROCK INTERVIEWS publicou hoje uma entrevista realizada semana passada com o mestre teutônico da guitarra MICHAEL SCHENKER [SCORPIONS, UFO, MSG]. O que segue abaixo é a tradução de um pequeno trecho da conversa, no qual ele aborda o convite do Madman OZZY OSBOURNE para que integrasse sua banda após o falecimento do guitarrista RANDY RHOADS.

2435 acessosZakk Wylde: ele evoluiu muito na guitarra, segundo Ozzy5000 acessosCapas Gêmeas: as infelizes coincidências nas artes dos álbuns

LRI: Falando daqueles anos, eu queria lhe perguntar sobre sua experiência com Ozzy lhe chamando para substituir o finado RANDY RHOADS, que por sua vez era fã de SCORPIONS das antigas. Como é que se deu isso?

Michael: Era 1982 e eu recebi uma ligação no meio da noite e ele me disse o que havia ocorrido e que ele estava devastado e me perguntou se, você sabe, se eu entraria para a banda, mas eu estava em meio às gravações do meu álbum “Assault Attack” com GRAHAM BONNET e COZY POWELL. Eu também havia escutado histórias de horror sobre Ozzy arrastar pessoas pelos cabelos [risos] e de coisas de fora do palco e tudo mais e pensei sobre quando me reagrupei com o Scorpions para “Lovedrive” e achei que havia cometido um erro quando fizera aquilo e achei que não seria bom pra mim. Eu não poderia subir ao palco e copiar todos esses guitarristas e recriar as partes deles, eu tinha que ser um criador e minha experiência com os Scorpions sempre foi um forte lembrete disso, mais tarde em minha carreira, toda vez que me chamavam para todos aqueles outros projetos, o DEEP PURPLE também me chamou, PHIL LYNOTT me convidou, mas eu sempre reconsiderava e dizia a mim mesmo, “Michael, você não vai ser feliz se fizer isso, porque você sempre terá que tocar todas essas coisas que outras pessoas tocaram em todos esses discos, você precisa ser autoexpressivo, você precisa criar e não copiar”. Sempre foi tentador, acredite em mim, mas a voz sempre estava lá, em minha mente, dizendo “Michael, você não vai ser feliz” e foi isso basicamente. Sempre houve esse entendimento final que eu precisava ser livre e não estar em uma posição onde eu estaria substituindo alguém.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 16 de abril de 2014
Post de 16 de abril de 2014


Zakk WyldeZakk Wylde
Ele evoluiu muito na guitarra, segundo Ozzy

26 acessosEm 24/10/1995: Ozzy Osbourne lança o álbum Ozzmosis28 acessosEm 16/10/2001: Ozzy Osbourne lança o álbum Down To Earth750 acessosOzzy Osbourne: confirmada 2ª temporada de programa com o filho Jack334 acessosEm 20/09/1980: Ozzy Osbourne lança o álbum Blizzard Of Ozz0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Ozzy Osbourne"

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
No topo da lista das músicas mais difíceis de entender

Total GuitarTotal Guitar
Os 20 melhores riffs de guitarra da história

VocalistasVocalistas
Seis cantores cuja voz degringolou com o tempo

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Michael Schenker"0 acessosTodas as matérias sobre "Scorpions"0 acessosTodas as matérias sobre "Ozzy Osbourne"


Capas GêmeasCapas Gêmeas
As infelizes coincidências nas artes dos álbuns

GuitarristasGuitarristas
E se os mestres esquecessem como se toca?

Eduardo e MônicaEduardo e Mônica
Uma análise do maior sucesso da Legião Urbana

5000 acessosHetfield: egos, Mustaine, Load e homossexualidade no Metallica5000 acessosMonsters Of Rock 2015: conheça a loira que "deu um show" com o Steel Panther5000 acessosRodolfo: 100% arrependido das letras dos Raimundos5000 acessosMetallica no Rock in Rio: Como é ver o show de cima do palco?5000 acessosZakk Wylde: veja o guitarrista socar um jornalista na cara só de zoeira5000 acessosGuns N' Roses: "Quer ver algo cedo? Vá assistir Friends!"

Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online