Sum 41: técnico de guitarra detalha situação horrível do frontman

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fernando Portelada, Fonte: Ultimate Classic Rock, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

O frontman do SUM 41 Deryck Whibley recentemente passou uma situação terrível, onde o músico de pop-punk quase morreu devido anos de abuso de álcool. O fígado de Whibley e seus rins entraram em colapso pelo abuso, mandando o frontman para uma visita de um mês inteiro no hospital. Adicionando ainda mais detalhes na situação, o ex-técnico de guitarra do SUM 41 escreveu um grande post em seu blog, sobre a espiral descendente de Whibley e estas gigantescas festas, que o técnico não somente viu, mas participou.

Heavy Metal: os vinte melhores álbuns da década de 80Ozzy Osbourne: "O Rio de Janeiro é uma porra duma merda!"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em um post em seu site pessoal, o músico escreveu sobre a noite que seu corpo finalmente cedeu: "Eu estava sentando em casa, servi-me outro drinque por volta da meia noite e estava indo assistir um filme quando de repente eu não me senti muito bem." Começou Whibley. "Eu então cai no chão inconsciente. Minha noiva me levou rápido ao hospital, onde eles me colocaram na Unidade de Tratamento Intensivo. Eu fui perfurado com essas agulhas e tubos por todo meu corpo. Eu fiquei completamente sedado pela PRIMEIRA SEMANA inteira. Quando eu finalmente acordei, eu não tinha ideia de onde estava. Minha mãe e padrasto estavam perto de mim. Eu estava muito assustado. Meu fígado e meus rins entraram em colapso dentro de mim."

Por mais que o post de Whibley fosse revelador, o ponto de vista de Brian Keith Dias foi além, irradiando verdades sobre o estilo de vida do frontman do SUM 41: "Não era incomum passar semanas bebendo até apagar, sem descanso algum" escreveu Diaz. "A primeira viagem europeia foi um borrão de Jack Daniels, Vodca, uma terrível cocaína europeia e festas infindáveis."

Diaz continuou: "Ele tentou ficar sóbrio no começo da turnê japonesa e desmaiou no palco de Sapporo (no Japão) diversas vezes no set. Uma turnê australiana foi encurtada quando ele contraiu pneumonia, sem dúvida pela sua exacerbada bebedeira. Mesmo após um dia ou dois após estar no hospital, ele já estava bebericando vinho às 9h da manhã no aeroporto, como se nada tivesse acontecido. Essa foi a primeira vez que eu fiquei realmente chateado e preocupado com a saúde do meu amigo. Antes disso eu estava no mesmo barco e curtindo como parte do seu círculo."

Diaz concluiu seu post detalhando uma ligação telefônica surpresa de Deryck: "Dois dias antes de Deryck ir a público com a horrível história do que aconteceu com ele, recebi uma ligação do nada. Eu não tinha notícias dele há um ano, da última vez que eu o vi em pessoa, ele disse que estava diminuindo a bebida... Eu estava em terrível choque em ouvir o que aconteceu com ele. Eu desliguei o telefone e chorei. Eu estava imaginando o meu amigo Deryck atingindo o fundo do poço e isso me assustou muito."

Quanto à atual condição de Whibley, o líder do SUM 41 parece extremamente frágil e doente, enquanto está andando pela cidade de Los Angeles. O TMZ postou uma foto do músico, que é inquietante, para dizer o mínimo.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Sum41"


Heavy Metal: os vinte melhores álbuns da década de 80Heavy Metal
Os vinte melhores álbuns da década de 80

Ozzy Osbourne: O Rio de Janeiro é uma porra duma merda!Ozzy Osbourne
"O Rio de Janeiro é uma porra duma merda!"


Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

adGoo336