Glenn Tipton: sem Richie Faulkner não haveria Judas Priest

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fernando Portelada, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

No último episódio do podcast "Talking Metal", os anfitriões, Mark Strigl e John Ostronomy entrevistaram os guitarristas do JUDAS PRIEST, Glenn Tipton e Richie Faulkner.

Bizarre Magazine: Quão bizarro é... Ronnie James DioCapas: 10 das mais belas feitas por artistas dos quadrinhos

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Glenn Tipton sobre o atual estado do JUDAS PRIEST: "A banda está definitivamente reenergizada. É ótimo quando você faz um álbum como 'Redeemer Of Souls' e o coloca no seu curriculum, algo que faz você bem orgulhoso e animado. Nós amamos as músicas. Ele lhe dá um novo olhar e um novo ângulo; você está vindo de diferentes lugares, as coisas certamente mudaram."

Glenn sobre o que ele considera o clássico do JUDAS PRIEST: "Eu acho que 'Living After Midnight' no 'British Steel.' Este álbum foi feito muito rápido, nós na verdade escrevemos a metade dele enquanto estávamos no estúdio, o que é bem incomum para nós. Ele tem um som sólido, completo e bem satisfatório. Nós usamos uma abordagem diferente em quase todos os álbuns e tentamos fazer algo diferente enquanto permanecemos obviamente o JUDAS PRIEST. Nós fazemos uma tentativa de fazer uma abordagem diferente enquanto ainda permanecemos nos limites do que é o JUDAS PRIEST."

Glenn Tipton sobre Richie Faulkner: "Foi um milagre, na verdade. Eu disse isso várias vezes. Eu honestamente acredito que se não tivéssemos achado Richie, ou se ele não tivesse nos achado, não haveria JUDAS PRIEST. Ele trouxe bastante energia, entusiasmo. Ele trouxe tudo isso e muito mais."

Glenn sobre o anúncio de 2011 que não haveriam mais turnês: "Nós fizemos esse pronunciamento no que era no momento nossa última turnê mundial. Isso toma uma grande parte de sua vida. Nós nunca dissemos que nunca mais iríamos fazer shows. Nunca foi o fim de tocar ao vivo, isso era o fim de massivas turnês mundiais. Pode ser bem cansativo certos momentos, mas estivemos com mais energias desde então. Nós temos um grande novo álbum agora e é excitante pensar em tocar estas músicas misturadas com os clássicos do JUDAS PRIEST, então as coisas mudaram um pouco, mas nós não estivemos mentindo naquele momento quando fizemos o pronunciamento. [...]"




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Judas Priest"Todas as matérias sobre "Glenn Tipton"Todas as matérias sobre "Richie Faulkner"


Judas Priest: Foto de Rob Halford no camarim de Lady GagaJudas Priest
Foto de Rob Halford no camarim de Lady Gaga

Rob Halford: coleção de roupas e público Gay no MetalRob Halford
Coleção de roupas e público Gay no Metal


Bizarre Magazine: Quão bizarro é... Ronnie James DioBizarre Magazine
Quão bizarro é... Ronnie James Dio

Capas: 10 das mais belas feitas por artistas dos quadrinhosCapas
10 das mais belas feitas por artistas dos quadrinhos


Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

adGoo336