Exodus: Dukes foi demitido em uma ligação de 20 segundos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Samuel Coutinho, Fonte: Metal da Ilha
Enviar correções  |  Ver Acessos

O ex-vocalista do EXODUS e atual GENERATION KILL, Rob Dukes, concedeu uma entrevista para a mais recente edição australiana do "Blood, Sweat And Metal", através de um podcast. O bate-papo pode ser conferido usando o player a seguir. Um trecho da entrevista segue abaixo.

Slash: A lição aprendida após espalhar que Paul Stanley era gayRolling Stones: as 10 melhores segundo a... Rolling Stone

Se ele tem falado com o vocalista Steve "Zetro" Souza, que retornou à banda, ou com qualquer outro membro do Exodus desde que saiu:

Dukes: "Eu não falo com Zetro desde 2009. Eu realmente não sei sobre ele. Eu não falei com ninguém, além de (o baterista) Tom (Hunting). Tom me ligou...Ele me ligou e disse, 'Nós estamos com um vocalista diferente. Nós estamos com Zet'. E foi isso. Durou cerca de 20 segundos o telefonema. E isso foi realmente tudo o que aconteceu. Só isso".

Leia mais (em inglês) na fonte original desta matéria:
http://www.blabbermouth.net/news/rob-dukes-says-he-was-fired...




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Exodus"


Thrash Metal: os 10 melhores discos do século 21, segundo o LoudwireThrash Metal
Os 10 melhores discos do século 21, segundo o Loudwire

Exodus: Dokken e Ratt OK, mas Enuff Z'Nuff é uma merdaExodus
"Dokken e Ratt OK, mas Enuff Z'Nuff é uma merda"


Slash: A lição aprendida após espalhar que Paul Stanley era gaySlash
A lição aprendida após espalhar que Paul Stanley era gay

Rolling Stones: as 10 melhores segundo a... Rolling StoneRolling Stones
As 10 melhores segundo a... Rolling Stone


Sobre Samuel Coutinho

Nascido no interior de SP no dia 15/12/1986, em uma cidade chamada Ilha Solteira, Samuel Coutinho se entregou ao heavy metal logo na adolescência. Seu forte sempre foi o heavy metal melódico, variando desde o prog-metal até ao power-metal.

Mais matérias de Samuel Coutinho no Whiplash.Net.

adGooILQ