Vivian Campbell: Câncer de volta e transplante de células-tronco

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fernando Portelada, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar Correções  

O guitarrista do DEF LEPPARD, Vivian Campbell, vai receber um transplante de células-tronco em setembro, após a descoberta do retorno de seu câncer.

Campbell – que antes de se juntar ao DEF LEPPARD em 1992, era bem conhecido por seu trabalho com o DIO e com o WHITESNAKE, revelou ao público seu caso de Linfoma de Hodgkins no verão passado, mas anunciou em novembro que estava em remissão.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em novas notícias, Campbell revelou que ainda está batalhando contra a doença, usando uma nova tecnologia de quimioterapia.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em uma nova entrevista com o Daily Herald, de Utah, ele disse: "A remissão foi uma pouco prematura. Ele voltou agora. Eu não sei se o Câncer voltou ou se nunca foi embora, você sabe, mas os exames que fiz no outono passado, após acabar a quimio, voltaram limpos, mas havia algo sobre o que o oncologista não estava certo e não se sentia confiante, então me enviou para outro especialista."

"Acredito que a vantagem de estar nesta cidade [Los Angeles], que eu desgosto tanto, é que há várias grandes instituições médicas aqui. Há este lugar chamado ‘City Of Hope’, nos arredores de L.A., e há esse oncologista lá que é provavelmente o melhor em Hodgkin nos Estados Unidos, e me enviaram a ele. Ele olhou meus exames e, você sabe, todos estavam um pouco apreensivos e ele disse: ‘Bem, por enquanto parece estar em remissão’. Eu meio que aceitei isso, mas parece que era algo prematuro. Os próximos exames que fiz alguns meses depois, mostraram que havia algo crescendo de novo. Eu acabei fazendo algumas biópsias – fiz uma em janeiro que mostrou que estava bem, mas meu oncologista disse, e ele estava certo, que essas biópsias de agulhas são notoriamente incertas e ele sugeriu uma biópsia cirúrgica. Então eu fui à Dublin e comecei a gravar com a banda, nós começamos a trabalhar no novo disco, e assim que eu voltei, fiz a biópsia cirúrgica que mostrou que o câncer estava definitivamente de volta."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ele continuou: "Eu na verdade estou fazendo esta quimioterapia de alta tecnologia, estou na metade dela já, e é realmente leve. É a primeira droga que foi descoberta para tratamento de Hodgkins desde 1977, e eles fizeram esta descoberta em 2011, e a ‘City of Hope’ é na verdade pioneira, então eu sou parte desta pesquisa clínica que está acontecendo. É uma quimio muito benigna, na verdade, ela tem como alvo – eu não sei como ela funciona, obviamente não sou médico, mas de alguma forma ela consegue atingir somente as células do câncer. Não é como a velha bomba da antiga quimioterapia, que destrói todas as células de rápido crescimento, então não experimentei perda de cabelo, pele ou unhas dessa vez, o que é bom. E assumindo que isso funcione, eu tenho que continuar com alguns tratamentos, na verdade, durante a turnê, o que é complicado, mas não é impossível. Presumindo que tudo isso funcione e eu consiga ter remissão até agosto, então assim que a turnê terminar em setembro, vou fazer um transplante de células-tronco, o que não posso dizer que estou ansioso, mas me disseram que se eu não fizer isso, o câncer vai sempre voltar em alguns anos. E toda vez ele será mais resistente. É o que é. Poderia ser pior – mais ao menos eu tenho meu seguro de saúde [risos]."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Felipe Andreoli: Se você quiser se arriscar a ligar para o ex-cantor do Angra...Felipe Andreoli
"Se você quiser se arriscar a ligar para o ex-cantor do Angra..."

Sepultura: Pavarotti gravou uma versão de Roots Bloody Roots?Sepultura
Pavarotti gravou uma versão de "Roots Bloody Roots"?


Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

WhiFin Goo336 GooAdHor Cli336 Goo336