Mötley Crüe: turnê de despedida começa impressionando nos EUA

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 03/07/14. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

O MÖTLEY CRÜE deu início à sua turnê de despedida na noite de ontem, 2 de Julho, com uma apresentação na cidade de Grand Rapids, Michigan, no primeiro de uma série de shows que só terá encerramento no fim de 2015, quando a banda promete – inclusive por meios legais – pendurar as chuteiras do ramo de turnês.

2791 acessosMotley Crue: Nikki Sixx pensando em patentear o dedo em riste5000 acessosJoão Gordo: Crente? Vai tomar no cu quem tá acreditando!

Com abertura do decano do shock rock e ídolo da banda ALICE COOPER, o Mötley Crüe estreou seu novo palco, com um impressionante – e complicado! – design que inclui um a estrutura estilizada em forma de pentagrama – a capa do segundo álbum da banda, ‘Shout At The Devil’ – e uma enorme montanha-russa concebida para o solo de bateria de TOMMY LEE. A geringonça é uma evolução do equipamento hidráulico usado pelo grego desde a turnê de ‘Girls Girls Girls’ em 1987, quando ele encomendou um kit que pudesse girar 360 graus durante seu solo e também à execução da faixa ‘Wild Side’. Em 2012, após os fãs insistirem para que tal patacoada fosse revisitada, ele foi além de levou consigo na estrada um loop de metal que permitia que ele se deslocasse com suas peças em 360 graus novamente, mas em translação, e não em torno do próprio eixo, momento do show no qual um fã era escolhido para acompanhá-lo.

Dessa vez, a bateria é deslocada por trilhos até a plateia, num projeto que dificilmente será visto fora da América do Norte, dada a dificuldade técnica que apresentaria para ser transportada e instalada em outros países e/ou festivais.

Outra constante nas grandes apresentações da banda – pelo menos as em território estadunidense – a pirotecnia, não foi esquecida na concepção do novo palco, e a quantidade de labaredas cuspidas ao longo do set de duas horas é bastante generosa, e segundo relatos, por vezes alarmante.

A banda, consciente de que simplesmente NÃO PODE optar por um set list de músicas conhecidas apenas pelos fãs mais dedicados e alienar o público mais ‘oba oba’ que só conhece os clássicos, confeccionou um repertório bastante interessante e substancialmente diferente do que vinham apresentando com pouquíssimas variações desde que se reuniu em 2005.

A relação de músicas – incluindo uma nova e supreendentemente, um trecho da pedrada ‘Hooligan’s Holiday‘, do autointitulado álbum de 1994!!! – pode ser apreciada abaixo:

MotherFucker Of Year
Wildside
Primal Scream
SOS
Looks that Kill
On With The Show/Too Fast For Love
All Bad Things Must Come To An End [emendando com solo de Mick Mars]
Smoking In The Boys Room
Without You
Saints Of Los Angeles
Anarchy In The UK
Too Young To Fall In Love
Solo de bateria [com 'Hooligan's Holiday'e 'In The Beginning']
Shout At The Devil
Dont Go Away Mad
Live Wire
Dr. Feelgood
Girls Girla Girls
Kickstart My Heart
Home Sweet Home

O trecho norte-americano da turnê se estende até o fim do ano, quando a banda pausa suas atividades para o Natal e réveillon e então segue com a despedida em outros continentes, em especial a Europa, onde a presença do Crüe como headliner de vários festivais de verão já foi agendada. As datas da turnê mundial de 2015 serão anunciadas ao fim desse ano, de acordo com o baixista NIKKI SIXX, e segundo o próprio, incluirão a América do Sul.

Confira abaixo algumas imagens da performance de ontem.

Galeria completa de fotos:
http://tinyurl.com/Cruelast

Assista a alguns vídeos do evento:

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube
youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube
youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Motley CrueMotley Crue
Nikki Sixx pensando em patentear o dedo em riste

1838 acessosMötley Crüe: John Corabi explica fiasco comercial do disco de 1994718 acessosMötley Crüe: edição de 30 anos de Girls Girls Girls531 acessosMötley Crüe: "Girls, Girls, Girls" será relançado0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Motley Crue"

Nikki SixxNikki Sixx
"Um conselho, tente não cheirar a Colômbia"

EnqueteEnquete
Os 10 melhores shows do Rock In Rio 2015

LoudwireLoudwire
10 incríveis façanhas com baterias

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Motley Crue"0 acessosTodas as matérias sobre "Alice Cooper"

Ratos de PorãoRatos de Porão
João Gordo crente? Vai tomar no cu quem tá acreditando!

SlashSlash
Chapação, a louca e atraente Fergie e Axl Rose

Zakk WyldeZakk Wylde
Cinco momentos insanos do guitarrista

5000 acessosCourtney Love: "Essa música é sobre minha vagina, sabia?"5000 acessosRolling Stone: os 10 piores covers da história5000 acessosBandas extremas: 10 álbuns que causaram surpresa5000 acessosSepultura: Fã esperava ouvir o álbum Arise mas teve uma desagradável surpresa5000 acessosMetal: Gibson.com enumera 50 melhores músicas do gênero5000 acessosAndre Matos: "Blaze Bayley é uma lição de humildade que serve a todos nós!"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 03 de julho de 2014
Post de 07 de julho de 2014

Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online