Ironia ao Rock: ícones da MPB a desfilam em canções e frases

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Marcelo Araújo, Fonte: Ogro do Metal
Enviar Correções  

Por William Amaral

Sabe-se há muito que a popularização do Rock nos anos 50 e 60 não foi aceita pelos músicos brasileiros da época. Desde então, alguns ícones da chamada MPB trataram de ironizar e ofender o Rock de alguma forma.

Um dos precursores da Bossa Nova, Tom Jobim, tinha verdadeiro asco ao ritmo das guitarras. No vídeo abaixo, no ano de 1984, Jobim, de forma jocosa, diz que construirá um estúdio, à prova de som, em sua casa para que o Rock, ouvido por seus filhos, não entre. O carioca voltaria a atacar o estilo americano em uma entrevista à Playboy, em 1988: "Tenho esperanças que o rock vai evoluir e descobrir o quarto acorde, porque fazer música com três acordes é difícil, né?" (3:42 a 4:29).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Presente no vídeo acima, Chico Buarque de Hollanda faz referência ao Rock em algumas de suas canções, como em "Meu Caro Amigo", nos seguintes versos: "Na minha terra tão jogando futebol, tem muito samba, muito choro e rock ‘n roll". Ele muda a entonação de "roll", fazendo com que fique "róll" e não "rôll". Chico usa a mesma prática na música "Baioque", que tem uma levada mais letal que suas outras centenas de canções. Por fim, o artista mostra que "não é de ferro" na interpretação de "Jorge Maravilha".

Caetano Veloso também deu sua alfineta no ritmo americano na canção "Vai Levando", na qual, em parceria com Chico Buarque, diz que "mesmo com todo Rock, com todo Pop, com todo estoque, com todo ibope, a gente vai levando". Tom Jobim parece ter entoado com gosto os versos da dupla no seguinte vídeo (1:27 a 1:35):

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Apesar dos ataques de três medalhões da MPB, a maior crítica ao Rock vem do menos conhecido, porém contundente, Tom Zé, que pega pesado na música "desenrock-se", principalmente nos versos: "Eu digo desenrock-se, Meu nego desenrock-se, Desintoxique-se desse apocalipse".




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Hair Metal: Os maiores cabelos da história do rock pesadoHair Metal
Os maiores cabelos da história do rock pesado

Courtney Love: ajudando a resolver os maiores mistérios do mundoCourtney Love
Ajudando a resolver os maiores mistérios do mundo


Sobre Marcelo Araújo

Carioca da gema e fanático por música de qualidade, aprendeu a gostar de Rock aos 10 anos de idade por causa de bandas como Scorpions, Led Zeppelin e Guns N' Roses. A maior decepção foi ver uma de suas bandas preferidas, o Bon Jovi, mudar completamente de estilo e se tornar uma coisa bem chatinha de uns tempos pra cá, algo classificado como uma mistura de Sertanejo Universitário com Pop. Das bandas mais recentes, curte bastante Alter Bridge e Unisonic. Adora tudo relacionado com as curiosidades por trás das canções, álbuns e bandas, sempre escrevendo matérias a respeito desses fatos no blog Ogro do Metal.

Mais matérias de Marcelo Araújo no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280