O Rock Nunca Morrerá: a banda King 810

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Testa
Enviar Correções  

Continuamos com a série "O Rock Nunca Morrerá", que apresenta bandas de rock e metal recentes, mostrando que estamos muito bem representados.

Linkin Park: 20 coisas que você não sabe sobre a bandaLoudwire: as 10 melhores músicas do Nirvana

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Confira a primeira matéria da série, que falou sobre o Trivium.

O Rock Nunca Morrerá: Trivium, conquistando espaço no mainstreamO Rock Nunca Morrerá
Trivium, conquistando espaço no mainstream

Deste vez, apresento para vocês o King 810. Achavam o que nu metal estava morto? O King tá aí pra mostrar o contrário. Formada em 2008, a banda vem com tudo levantando o gênero que andava sem renovação a algum tempo.

- Line-up

David Gunn - Vocal
Andrew Beal - Guitarra
Eugene Gill - Baixo
Andrew Workman - Bateria

- Discografia

Anachronism - 2009
Memoirs of a Murderer - 2014

- Estilo

Como já foi falado, trata-se de nu metal. Apesar de se perceber claramente a influência de grandes bandas do gênero, como Korn e Slipknot, a banda é bastante original. Dando uma passada rápida em suas composições, você identifica baladas e pancadas, entre vocais rasgados e melódicos, trazendo a velha empolgação do nu metal. As letras retratam, principalmente, memórias da infância e juventude do vocalista David Gunn. Criado em Flint, Michigan, Gunn convivia diariamente com violência, morte, "tiroteios entre crianças" e brigas de facas. A banda foi uma das mais elogiadas em 2014 e já vem colhendo frutos do seu sucesso. Na turnê de divulgação do novo álbum do Slipknot, participou como banda de abertura junto ao Korn.

- Recomendações

Murder Murder Murder

State of Nature

War Outside

- Curiosidades

. O King 810 cancelou um show no festival inglês Download de 2014. Isso aconteceu porque o vocalista David Gunn e o baixista Eugene Gill foram presos acusados de espancarem um homem na saída de um bar.

. Em "White About Us", Gunn cita pessoas amadas e manda um recado para cada um. Como a letra diz, foi uma forma que o vocalista encontrou de eternizar as pessoas que ama.

. Em Anatomy 1:2 e Anatomy 1:3, Gunn faz um rap sem instrumental algum, somente o vocal, onde retrata a realidade das favelas americanas através de atos de sangue frio e também como sua juventude era uma guerra por sobrevivência.

. Nas apresentações, costumam colocar elementos que ilustram suas letras, como faixas de isolamento da polícia ou pessoas suspeitas com armas.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Hell Divine: revista elege 10 discos para sair da mesmiceHell Divine
Revista elege 10 discos para sair da mesmice


Linkin Park: 20 coisas que você não sabe sobre a bandaLinkin Park
20 coisas que você não sabe sobre a banda

Loudwire: as 10 melhores músicas do NirvanaLoudwire
As 10 melhores músicas do Nirvana


Sobre Rafael Testa

Nascido em Juiz de Fora, Minas Gerais, tem 23 anos, é estudante de sistemas de informação e torcedor fanático do Vasco da Gama e do Tupi Football Club. Se interessou por rock/metal depois do grande tio Roney mostrar-lhe o Iron Maiden. Tem o gosto musical muito variado, curte do thrash metal do Slayer ao metalcore do All That Remains. Acredita que existem bandas boas atualmente e faz questão de apresentá-las.

Mais matérias de Rafael Testa no Whiplash.Net.

Goo336x280