Megadeth: a agressividade e imprevisibilidade do novo CD

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fernando Portelada, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar Correções  

O frontman do MEGADETH, Dave Mustaine, falou com a Guitar World sobre o aguardado décimo quinto álbum da banda, que está atualmente sendo gravado em Nashville, EUA, para um lançamento no final de 2015 ou começo de 2016. Ele disse: "Eu acho que muitas pessoas vão ficar felizes, porque a música é realmente agressiva novamente."

Megadeth: assista a "Metal Stream of the Year", com shows de LOG, Trivium e In FlamesMini Iron Maiden: tocando "Ghost Of The Navigator" na escola

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ele continuou: "Não há nada muito fora do normal no disco. Eu acho que provavelmente a coisa mais notável é como minha guitarra foi afetada pelo show com a San Diego Symphony [em abril de 2014]. Aprender Vivaldi e Bach e todo o resto, existem algumas coisas nesse novo álbum onde você pode ver a impressão que isso deixou em mim, mas não tem nada como ‘Blackest Crow’ [de ‘Super Collider’], e liricamente, nada como ‘Risk’ [de 1999], falando sobre ecstasy ou coisas assim. As músicas são definitivamente bem sombrias, mas não há nada inesperado? Isso depende do que você espera. E, de qualquer forma, prever o imprevisível, ainda é ser previsível."

Sobre o processo de gravação, Mustaine completou: "Eu compilei coisas que escrevi com o passar dos anos, em cassetes, microcassetes, mesmo em disquetes. Eu coloquei tudo em meu disco rígido, e consegui mais de 200 ideias para músicas e riffs. E isso é um número bem assustador. Nós tivemos que reduzir isso para 13 músicas."




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Megadeth: assista a Metal Stream of the Year, com shows de LOG, Trivium e In FlamesMegadeth
Assista a "Metal Stream of the Year", com shows de LOG, Trivium e In Flames

Megadeth: eram dezenove músicas novas, caiu pra dezoitoMegadeth
Eram dezenove músicas novas, caiu pra dezoito

Em 12/06/1985: Megadeth lançava o seu primeiro álbum, Killing Is My Business...

Bruce Dickinson: se ele cantasse no Megadeth, por Raphael MendesBruce Dickinson
Se ele cantasse no Megadeth, por Raphael Mendes

Kiko Loureiro: veja a capa de Open Source, o novo álbum solo do guitarristaKiko Loureiro
Veja a capa de Open Source, o novo álbum solo do guitarrista

Megadeth: novo álbum solo de Kiko Loureiro terá participação de Marty FriedmanMegadeth
Novo álbum solo de Kiko Loureiro terá participação de Marty Friedman

Thrash metal: os 40 melhores discos de estreia segundo o LoudwireThrash metal
Os 40 melhores discos de estreia segundo o Loudwire

Kiko Loureiro: o dilema ao precificar crowdfunding, com até guitarra de US$ 9 milKiko Loureiro
O dilema ao precificar crowdfunding, com até guitarra de US$ 9 mil

Kiko Loureiro: título e conceito de novo álbum solo do guitarristaKiko Loureiro
Título e conceito de novo álbum solo do guitarrista

Lista: os piores álbuns de 10 bandas brilhantesLista
Os piores álbuns de 10 bandas brilhantes


Megadeth: Kiko Loureiro levou Mustaine à praia em FortalezaMegadeth
Kiko Loureiro levou Mustaine à praia em Fortaleza

Megadeth: Gar Samuelson tornou Peace Sells um clássicoMegadeth
"Gar Samuelson tornou Peace Sells um clássico"


Mini Iron Maiden: tocando Ghost Of The Navigator na escolaMini Iron Maiden
Tocando "Ghost Of The Navigator" na escola

Black Metal: o lado mais negro da cena brasileiraBlack Metal
O lado mais negro da cena brasileira


Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor