Audiofilia: Sony lança sofisticado player HiFi de R$5.300

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar Correções  

Resenha original da revista inglesa What Hi-Fi?

Um player de 1000 Libras [5280 reais ao câmbio de hoje] pode parecer loucura para alguns. Com muitos dos smartphones de hoje, como o LG G4, o Samsung Galaxy S6 e até mesmo o Xperia Z3 da própria Sony sendo capazes de reproduzir música em alta resolução, ele é algo a mais para se carregar consigo.

Contudo, nenhum deles está no mesmo patamar que o NW-ZX2, e para um audiófilo que quer um certo nível de qualidade de som enquanto está em trânsito, faz sentido.

ARQUITETURA E DESIGN

O acabamento em preto é um pouco discreto se comparado a seu equivalente mais barato, o NWZ-ZX1, mas manuseie o ZX2 e poderá sentir a qualidade. É corpulento e pesado e se encaixa bem na palma da sua mão.

A patch de couro texturizado na parte posterior ajuda a manter a empunhadura firme, assim como as laterais curvas e a bolha na parte inferior do painel traseiro.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Há uma série de controles alinhados com a lateral direita do player. Os botões são levemente recolhidos e variam em tamanho de acordo com sua função.

Os botões de volume, por exemplo, são levemente maiores de modo que seja mais fácil para você usá-los quando o aparelho estiver em seu bolso.

Ao longo da borda do fundo, há um volume que abriga a saída para fones de ouvido, a WM-Port característica da Sony para carregamento e uma capa plástica basculante que esconde o slot para o cartão MicroSD do player.

Uma de nossas críticas a outro modelo inferior da linha, o ZX1, era a ausência de memória expansível. É bom ver que agora você pode ir além dos 128GB de armazenamento interno.

FUNÇÕES

O Sony roda em plataforma Android 4.2 [conhecida como ‘Jelly Bean’]. É uma pena que não seja a versão 5.2 mais recente, mas já que você passa maior parte do tempo usando o app de música concebido pela própria Sony, você não se sentirá lesado.

O painel é uma tela touchscreen de quatro polegadas e, ainda que não tenha um tempo de resposta tão curto como nossos smartphones favoritos, cumpre aquilo ao qual se propõe sem problema algum.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A bateria dura até 33 horas executando arquivos de alta resolução, mas se você ouvir apenas a faixas em baixa resolução, ela pode durar até 60. Claro, se você estiver usando um aplicativo como o Tidal e recebendo conteúdo em wi-fi, a bateria se gasta mais rapidamente.

Como é um aparelho Android, você tem total acesso aos apps e games da Google Play Store. Isso é bom se você for assinante de serviços de streaming como o Spotify ou Tidal, porque você pode baixar aos apps relevantes e acessar seus vastos catálogos musicais.

A transposição de sua coleção para o aparelho é feita por dois métodos diferentes. Há o simples drag and drop, onde ele é tratado como um hard drive USB, e os usuários de PC também podem usar o software Media Go da Sony [os usuários de Mac têm a opção ‘Constant Transfer’, também da Sony].

DESEMPENHO

Começamos os trabalhos com uma versão em DSD [Direct Stream Digital] de "What’s Going On", de Marvin Gaye, e ficamos bem impressionados. O aparelho produz um com maravilhosamente claro e é um mestre ao coletar detalhes e nuances na música.

Ele acentua todos os diversos elementos da faixa, sejam eles bongôs, backing vocals ou a bela linha de baixo ao fundo.

Ele permite que você desfrute de todos eles individualmente, mas ainda consegue apresenta-los de modo coerente e organizado.

Damos sequência com "Glory And Gore" de Lorde, em um arquivo FLAC de 24 bits/48kHz. O NW-ZX2 tem um portentoso grave e transmite a natureza temperamental e maldosa da faixa com facilidade.

Há uma sensação forte de peso no poderoso grave dessa música, mas o Sony exibe um nível de controle nela que os players de menor valor simplesmente não conseguem reproduzir.

Mudando para o Spotify, fizemos o stream de "Weight In Gold", do Gallant, que soa lindamente renderizada e rica. É fácil seguir cada acorde da guitarra bluesy ao fundo, enquanto cada batida do bumbo soa encorpada e plena, dando à faixa uma fundação bastante sólida.

A primeira voz transborda de emoção e riqueza – não há distorção ou brilho em excesso aqui. Compare a mesma faixa quando em stream para um iPhone 6 ou para o Samsung Galaxy S6, e, bem, não tem comparação. O som que emana desses telefones é menos substancial, e não tem detalhe ou dinâmica.

Nossa única reclamação é que o Sony soa um pouco controlador demais. Ele se concentra demais com o fornecimento de uma performance sólida, tanto que perde um pouco do fator diversão.

"Happy", de Pharrel Williams, é uma faixa alegre e upbeat, e, apesar de o aparelho não encontrar problemas em escavar camadas de detalhes e executá-la com gosto, ela não soa tão descontraída quando poderia.

Para reforçar o playback de áudio, a Sony acrescentou algumas tecnologias ao ZX2. A DSEE HX afirma executar o upscaling de música ‘normal’ para a qualidade ‘próxima da alta resolução’.

Se você estiver planejando ouvir música a partir do Spotify ou caso você tenha alguns arquivos musicais de resolução padrão ou muito comprimidos, vale a pena experimentar a função.

Por outro lado, o Clear Audio + adiciona muito entusiasmo e vigor ao som – a apresentação se torna exagerada e peca pela falta de sutileza. Essa função também não funcionou bem quando usada com o Spotify ou Tidal, encolhendo o desempenho e sugando o brilho de qualquer uma das faixas tocadas.

Quando se trata de uma escolha apropriada de fones de ouvido para o aparelho, um par decente conseguirá fazer uso de quase toda sua potência. Isso quer dizer que seu orçamento será afetado, seja para um modelo in-ear ou on-ear.

Algo como o Senheiser Momentum 2.0 a 270 Libras [1440 Reais pelo câmbio de hoje] seria um investimento bem adequado.

VIDEO

Você não vai ficar surpreso ao saber que o playback de conteúdo em vídeo da Sony não pode ser comparado às performances impressionantes vistas nos smartphones topo de linha – afinal, ele já começa perdendo pelo tamanho e pela resolução da tela.

Toque o vídeo de "Bitch Better Have My Money", de Rihanna, e a imagem parece pungente e bastante colorida na tela 854×480.

Movimento e contraste são processados razoavelmente bem, mas a imagem não tem brilho, clareza e detalhes – não como nas telas dos smartphones mais caros. É bom por alguns minutos, mas você não assistiria a um filme completo nele.

VEREDITO FINAL

O NW-ZX2 é um aparelho deveras impressionante, então, caso você seja um entusiasta por áudio que leva seu consumo de música bastante a sério e quer manter seu padrão em viagens, então recomendamos que você confira de perto.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Indústria: ouvir MP3 tendo as tecnologias de 2015 é estupidezIndústria
Ouvir MP3 tendo as tecnologias de 2015 é estupidez

CD vs Vinil: não diga que o som do vinil é melhor - porque não éCD vs Vinil
Não diga que o som do vinil é melhor - porque não é


Heavy Metal: os maiores álbuns da história para os gregosHeavy Metal
Os maiores álbuns da história para os gregos

Simplicidade é para os falsos: o nome de banda mais complicado do mundoSimplicidade é para os falsos
O nome de banda mais complicado do mundo


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280