Rush: o que a banda tem a ver com o Kiss? Não trair seus valores

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fernando Portelada, Fonte: Ultimate Classic Rock, Tradução
Enviar Correções  

No começo do RUSH, o trio abriu o show para um grande número de grandes bandas, aprendendo os truques dos velhos mestres, e entre eles estava o KISS.

Pink Floyd: tudo sobre "Another Brick in the Wall"

Doors: Perguntas e respostas e curiosidades diversas

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Eles disseram que todos se derem bem até certo bom: "Nós íamos ficar altos com Ace Frehley em seu quarto e hotel e fazer ele sorrir", falou Geddy Lee à Rolling Stone Austrália. "E eles foram uma influência realmente boa em nossa banda, em termos de como fazer um show."

Mas Neil Peart lembrou da abordagem de Gene Simmons e Paul Stanley sobre como fazer da banda um produto: "Eu não quero falar mal", diz. "Mas uma vez eu estava nesse pequeno restaurante do Kansas e tinha um cara com tatuagens do KISS e ficava tocando as músicas deles na jukebox. Ele acreditava em todo o marketing e engolia aquilo como religião. Era como se estivesse se convertido à Cientologia."

Peart diz que isso era contra o purismo musical que o rodeava na juventude: "É sobre ser seu próprio herói. Eu tento nunca trair os valores que eu tinha aos 16 anos, de nunca me vender, de nunca abaixar a cabeça. Comprometer-me é algo que nunca posso aceitar."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Isso inclui também o discurso dado à plateia: "Nós ouvimos eles darem o mesmo discurso todas as noites. 'Essa é a maior cidade do mundo!' Era assustador. Eu desprezo esse cinismo."




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Pink Floyd: tudo sobre Another Brick in the WallPink Floyd
Tudo sobre "Another Brick in the Wall"

Doors: Perguntas e respostas e curiosidades diversasDoors
Perguntas e respostas e curiosidades diversas


Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280