Sepultura: "Todo mundo acha que pode meter o bedelho no nosso trabalho"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Fernanda Guarda Ribeiro
Enviar correções  |  Comentários  | 

Comemorando 30 anos de carreira, a banda Sepultura esteve no estúdio do Pânico, da Jovem Pan, nesta quinta, 10/09. "Qual o segredo do sucesso durante tanto tempo", perguntou Emilio Surita? Andreas Kisser comentou das dificuldade que a banda passou, com saída de integrantes em tempos diferentes, e opinou: "Acho que é o amor, o amor que faz."

4575 acessosMax & Iggor Cavalera: confira performance do Roots na íntegra5000 acessosSlayer: Araya fala sobre fé e sua relação com o cristianismo

Influência externa é algo que já atrapalhou muito a banda, de acordo com o guitarrista. "Toda banda tem sua Yoko Ono, algumas bandas tem várias (risos). Todo mundo acha que pode meter o bedelho no nosso trabalho, como se soubesse o caminho do sucesso, do pote de outro. Mas já nos acostumamos com isso. Acho que o mais difícil é equilibrar a influencia externa."

Documentário não terá muito espaço para ex integrantes

Os fãs do Sepultura têm muito para comemorar. A banda revelou no Pânico que um documentário da carreira vem aí e faltam ainda só algumas entrevistas para ser finalizado. Mas Andreas já garantiu que não quer nada nostálgico no documentário, falando de ex integrantes do Sepultura, por exemplo. "Vai ter dois minutos de aparição dos irmãos Cavalera então?" perguntou Emilio. "É, mais ou menos isso!", respondeu Andreas.

Preconceito com o heavy metal

Andreas disse no Pânico que o heavy metal sofre ainda muito preconceito, por falarem que nos shows há briga e violência. "Mas não tem isso. Não tem briga por um cara chegar na mulher do outro, por exemplo. O cara leva o filho, o neto. O barato é estar ali todo mundo junto ouvindo o Bruce Dickinson e cantar '666 The Number of The Beast'!"

"Mas tem beijo na boca, namoro, pegação, nos shows?", questionou Erick Ricarte. Eloy Casagrande brincou: "Até rola, tem que dar uma cavucada, mas, você acha algumas (meninas) lá!"

Elogiado por Christian Pior, o baterista do Sepultura, que tem apenas 24 anos, contou no Pânico como foi para ele ser chamado para tocar na banda. "Foi algo sobrenatural. Eu estava tentando fazendo faculdade, aí abandonei e decidi ir tocar mesmo", falou Eloy, que tinha 20 anos na época.

O vocalista Derrick Green revelou também durante o bate papo na Jovem Pan como foi o teste para ficar à frente do Sepultura. Ele, que não conhecia ainda o Brasil na época que participou da audição, resumiu que basicamente pediram para ele "fazer cara de mau e dar um grito". Mas Derrick mostrou no Pânico que também manda bem em outros estilos e deu uma palhinha cantando jazz/blues.

A galeria de fotos e entrevista completa do Sepultura no Pânico podem ser acessadas no site da Jovem Pan FM.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Max & IggorMax & Iggor
Confira performance do Roots na íntegra

666 acessosSepultura: Veja matérias sobre o documentário na Globo News743 acessosDe La Tierra: novo vídeo da banda com Andreas Kisser552 acessosAlta Fidelidade: "Machine Messiah", o novo disco do Sepultura0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Sepultura"

Carnaval 2016Carnaval 2016
Angra, Sepultura e Carlinhos Brown tocando Kiss

Black SabbathBlack Sabbath
Ícones do metal nacional se despedem da banda

SepulturaSepultura
Max e Andreas comentam gravação do "Roots" com índios

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Sepultura"

SlayerSlayer
Araya fala sobre fé e sua relação com o cristianismo

Music RadarMusic Radar
Os maiores frontmen de todos os tempos

UmmagummaUmmagumma
Desentendimentos e confusões... o que é rock progressivo?

5000 acessosRaul Seixas: qual a origem da música "Gita"?5000 acessosGuns N' Roses: melhores músicas segundo a Ultimate Classic Rock5000 acessosAngra e Detonator: "Sem nenhuma dúvida, esse cara comprou a mídia!"4190 acessosGuns N' Roses: Axl Rose mandou fãs roubarem a Rolling Stone em 915000 acessosSystem Safadown5000 acessosBruce Dickinson: integridade na música e nos negócios

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 13 de setembro de 2015

Sobre Fernanda Guarda Ribeiro

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online